Batalha de Mons Lactarius

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Mons Lactarius
Guerra Gótica
Mons Lactarius.jpg
Batalha nas encostas do Vesúvio
Data Outubro de 553
Local Montes Lattari, Campânia, Itália
Resultado Vitória bizantina decisiva
fim do Reino Ostrogodo
Combatentes
Império Bizantino Reino Ostrogodo
Comandantes
Narses Teia

A batalha de Mons Lactarius (também conhecida como a batalha do Vesúvio) ocorreu em 553, durante a Guerra Gótica travada por Justiniano I contra os ostrogodos na península Itálica.

Depois da batalha de Tagina, na qual o rei ostrogodo Totila foi morto, o general bizantino Narses capturou Roma e sitiou Cumas. Teia, o novo rei ostrogodo, juntou o que sobrou do seu exército e marchou a fim de aliviar o cerco, mas em outubro de 553, Narses conseguiu emboscá-lo em Mons Lactarius (atuais montes Lattari), na Campânia, próximo ao monte Vesúvio. A batalha durou dois dias, e Teia foi morto durante a luta.[1] O poder ostrogodo na Itália foi eliminado, mas Narses permitiu que alguns poucos sobreviventes retornassem às suas casas como súditos do império. A ausência de qualquer autoridade real na Itália imediatamente após a batalha levou a uma invasão do território pelos francos, mas estes também foram derrotados e a península foi, por pouco tempo, reintegrada ao império.

A batalha pode ser considerada vingança pela derrota romana em Adrianópolis (378), já que em Mons Lactarius a infantaria imperial aniquilou a cavalaria ostrogoda.[carece de fontes?]

Referências

  1. GAETA, Franco; VILLANI, Pasquale. Corso di Storia: per le scuole medie superiori. 1 ed. Milão: Principato, 1986. 323 p. 1 vol. vol. 1.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]