Batalha de Salamina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guerras Médicas
ÉfesoLadeMaratonaTermópilas
ArtemísionSalaminaPlateiasMicale
EurimedonteSalamina do Chipre
[editar]
Trirreme grego

A Batalha de Salamina foi o combate entre a frota persa, liderada por Xerxes I e a grega, comandada por Temístocles. O acontecimento deu-se no estreito que separa Salamina da Ática, possivelmente no dia 29 de setembro de 480 a.C.[1] e terminou com a vitória grega.

Após as vitórias persas na Tessália e em Termópilas, a devastação da Beócia e da Ática, o rei persa Xerxes entrou em Atenas, destruindo inclusive os monumentos da Acrópole, desenvolvendo aquela que ficou conhecida pela Segunda Guerra Médica.

Enquanto os coríntios e os espartanos defendiam uma aglomeração militar no istmo, Temístocles concentrou a frota de 200 embarcações (trirremes) na baía de Salamina, enfrentando a frota persa, que, apesar do seu maior número, tinha dificuldades evidentes de maneabilidade no espaço exíguo do estreito, pelo que foi completamente derrotada pelos gregos. Xerxes foi obrigado a regressar à Ásia, deixando o comando das tropas restantes ao seu lugar-tenente Mardónio, que seria derrotado em 479 a.C. na Batalha de Plateias e Micala, nas costas da Ásia Menor.

Diante da necessidade de organizar a defesa e de equipar o exército, Atenas liderou a formação da Confederação de Delos, uma aliança entre várias cidades-estados gregas que deveriam contribuir com navios ou dinheiro nos gastos da guerra.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Diary of Xerxes' campaign, site www.livius.org, baseado em cálculos astronômicos e Heródoto

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

MACAULAY, George Campbell (1914). The history of Herodotus — Volume 2 by Herodotus, books V to IX MacMillan and Co.. Visitado em 24/02/2008. (em inglês)

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.