Benzina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A benzina (também chamada de éter de petróleo) é um líquido obtido na destilação fracionada do petróleo entre 35-90°C, constituído por hidrocarbonetos, geralmente alifáticos, de baixo peso molecular (pentano, hexano). A fração de alto ponto de ebulição denomina-se ligroína. A benzina emprega-se como solvente e como extractante. Também é utilizada em lavagens a seco, devido a sua volatilidade.[1]

Possui um carácter tóxico quando inalado causando câncer subcutâneo. Se ingerido, alcançando os alvéolos pulmonares, a morte torna-se um fato.

Ao ser inalado pode trazer efeitos alucinógenos trazendo perda de equilíbrio, dilatação das pupilas, convulsões auditivas. Na Segunda Guerra Mundial, em alguns campos de concentração, exterminaram-se pessoas usando injeções de benzina. [2]

Referências

  1. Williamson, Kenneth. Organic Experiments. 9th Ed. Boston: Houghton Mifflin Company, 2004.
  2. Os Médicos Nazis: Assassinatos medicamente assistidos e a psicologia do genocídio Robert Jay Lifton. Visitado em 1 November 2007.


Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.