Bernardo de Saxe-Weimar-Eisenach

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bernardo
Príncipe de Saxe-Weimar-Eisenach
Karel Bernhard van Saksen-Weimar-Eisenach.jpg
Bernardo de Saxe-Weimar
Governo
Consorte Ida de Saxe-Meiningen
Vida
Nascimento 30 de Maio de 1792
Weimar
Morte 21 de Julho de 1862 (70 anos)
Weimar
Filhos Luísa de Saxe-Weimar-Eisenach
Guilherme Carlos de Saxe-Weimar-Eisenach
Amália de Saxe-Weimar-Eisenach
Eduardo de Saxe-Weimar-Eisenach
Hermano de Saxe-Weimar-Eisenach
Frederico de Saxe-Weimar-Eisenach
Ana de Saxe-Weimar-Eisenach
Amália de Saxe-Weimar-Eisenach
Pai Carlos Augusto de Saxe-Weimar-Eisenach
Mãe Luísa de Hesse-Darmstadt

Carlos Bernardo de Saxe-Weimar-Eisenach (30 de maio de 1792 - 21 de julho de 1862) foi um distinto soldado que, em 1815, depois do Congresso de Viena, se tornou coronel de um regimento ao serviço do rei dos Países Baixos. Lutou na Batalha de Quatre Bras e na Batalha de Waterloo onde comandou a segunda brigada da segunda divisão holandesa.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Bernardo (esq.) com a irmã Carolina Luísa e o irmão Carlos Augusto.

O príncipe Bernardo era o filho mais novo do grão-duque Carlos Augusto de Saxe-Weimar-Eisenach e da sua esposa, a princesa Luísa de Hesse-Darmstadt.[1] Alistou-se no exercito prussiano e, em 1806, lutou no exercito de Hohenlohe-Ingelfingen. Em 1809 alistou-se no exercito da Saxónia e lutou sob as ordens do marechal Bernadotte em Wagram.

Campanha em Waterloo[editar | editar código-fonte]

A segunda brigada da segunda divisão holandesa comandada por Bernardo foi a primeira força do duque de Wellington a chegar ao cruzamento de Quatre Bras. A brigada do príncipe Bernardo (a quem depois se juntou a primeira brigada) segurou o cruzamento de Quatre Bras durante quase vinte e quatro horas desde o fim da tarde do dia 15 de Junho de 1815 até cerca das três da tarde do dia seguinte, impedindo que o marechal Michel Ney, juntamente com a ala esquerda do exercito francês L'Armée du Nord, conquistassem o cruzamento antes do duque de Wellington e as suas forças aliadas chegarem para reforçar a segunda divisão e começar a Batalha de Quatre Bras. A acção bem-sucedida foi uma das mais importantes de toda a campanha em Waterloo.]

Na Batalha de Waterloo, o príncipe Bernardo comandou as forças aliadas que seguravam as quintas de Papelotte, Frichermont e La Haie na extrema esquerda da linha de batalha do duque de Wellington.[2] Foram estrategicamente importantes, não só porque se perdessem o controlo deixariam que os franceses flanqueassem Wellington.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de maio de 1816, Bernardo casou-se em Meiningen com a princesa Ida de Saxe-Meiningen. Tiveram oito filhos:[3]

Referências

  1. Jens Verner Nielsen. "Descendants of Hans den Yngre af Sønderborg Ninth Generation"
  2. http://www.fortunecity.com/victorian/riley/787/Napoleon/100/waterloo.html
  3. C. Arnold McNaughton, The Book of Kings: A Royal Genealogy, in 3 volumes (London, U.K.: Garnstone Press, 1973), volume 1, page 100.