Bite the Bullet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bite the Bullet
Desafio à Coragem (PT)
O Risco de uma Decisão (BR)
 Estados Unidos
1975 • cor • 131 min 
Direção Richard Brooks
Roteiro Richard Brooks
Elenco Gene Hackman
James Coburn
Candice Bergen
Género western
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Bite the Bullet (no Brasil, O Risco de uma Decisão e em Portugal, Desafio à Coragem) é um filme estadunidense de 1975, do gênero western, dirigido por Richard Brooks.

O filme é curioso ao mostrar os maus-tratos de animais em um faroeste, com cenas de cavalos agonizantes e mortos permeando a narrativa. Baseado num evento verdadeiro, uma corrida de cavalos no interior dos Estados Unidos da América, ocorrida no início do século XX. As locações foram realizadas no Novo México e Nevada.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em 1906, o vaqueiro Sam Clayton leva uma égua até uma estação de trem no Colorado, mas no caminho se atrasa e se desencontra de seu patrão, ao salvar um potro que estava perdido. A égua pertence ao dono de um grande jornal de Denver e irá participar de uma corrida de cavalos de 700 milhas (cerca de 1.100 quilômetros) pelo interior, patrocinada por ele. O atraso faz com que Sam seja despedido. Sem nada para fazer, ele resolve se inscrever na corrida. Os outros concorrentes são: seu amigo pistoleiro e jogador Luke Matthews, com quem lutara em Cuba, na guerra contra os Espanhóis; uma prostituta que quer ajudar o marido preso;um esportista inglês;um cavaleiro mexicano com uma terrível dor-de-dente; um velho vaqueiro que chamam de "Mister" e um jovem vaqueiro de má índole e falastrão.

O percurso exige a travessia em rios, montanhas e desertos, com os participantes correndo todo tipo de perigos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

O filme foi indicado ao Oscar por melhor mixagem de som (Arthur Piantadosi, Les Fresholtz, Richard Tyler e Al Overton Jr.) e melhor canção original (Alex North).

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Charles Bronson iria ser o protagonista, mas deixou o papel para Gene Hackman.

Citações[editar | editar código-fonte]

O filme é rico em diálogos e monólogos inspirados, tanto dramáticos como engraçados. Algumas citações:

  • Sam diz "-Eu nem soube seu nome", depois que Mister acaba de morrer. O que chega a ser patético, pois o velho homem havia acabado de fazer um longo discurso no qual lhe confidenciava que queria vencer a corrida para tornar-se um "homem a ser lembrado". ("A man to remember").
  • Luke Matthews se perde e tenta conseguir ajuda de um lenhador esquisito que encontra no caminho. Eles travam um curioso diálogo. Luke pergunta aonde vai a estrada e o lenhador responde que a mesma não vai a lugar nenhum. Continuam nessa tônica, até as seguintes frases finais (tradução aproximada):
Luke Matthews: "How far is it to town?" (Qual a distância até a cidade?)
Lenhador: "Don't know. Never seem to have made it." (Não sei. Eu nunca medi)
Luke Matthews: "Well, you don't know much" (Bem, você não sabe muito).
Lenhador: "Huh?" (Como?)
Luke Matthews: "I said you don't know much." (Eu disse que você não sabe muito)
Lenhador: "Mister, I don't know a damned thing about nothin'… but I ain't the one who's lost".(Senhor, eu não sei muitas coisas, mas não sou eu quem está perdido)
PS: Esta história foi contada como anedota por Clark Gable no filme The Misfits (1961).