Buriates

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Buriates de Transbaikalia (1862)
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Buriates

Os buriates[carece de fontes?] ou buriatas,[1] que sobem a cerca de 436 000 pessoas, são a maior minoria étnica na Sibéria, e estão principalmente concentrados na sua pátria, a Buriátia. Os buriates são de ascendência mongol e partilham com os seus primos mongóis muitos costumes, incluindo a pastorícia nómada e a construção de yurts para abrigo. Hoje, a maioria dos buriates vive em e em torno de Ulan Ude, a capital da república, embora muitos vivam de forma mais tradicional, no campo.

O nome "buriate" é mencionado pela primeira vez num trabalho mongol em 1240. A consolidação das tribos e grupos teve lugar sob domínio russo. Além das tribos buriato-mongóis genuínas (Bugalat, Khora, Ekhirit, Khongodor) que se fundiram com os buriates, estes também assimilaram outros grupos, incluindo os oirotes, mongóis khalkha, tungus (evenques) e outros. O território e povo foram anexados ao estado russo através de dois tratados em 1689 e 1728, quando os territórios em torno do lago Baical foram separados da Mongólia. Entre meados do século XVII e o princípio do século XX, a população buriate aumentou de 27 700 até 300 000.

Buriates famosos[editar | editar código-fonte]

Referências