Canary Wharf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Canary Wharf visto da Cabot Square.
Canary Wharf a partir da Tower Bridge.

O Canary Wharf é um complexo de edifícios comerciais localizado na cidade de Londres que inclui o One Canada Square, 8 Canada Square e Citigroup Centre, respectivamente, os três maiores edifícios do Reino Unido. Entre 1802 e 1980, a área do complexo foi um dos portos mais importantes do mundo, empregando até 50 mil pessoas.


História[editar | editar código-fonte]

Canary Wharf à noite.

Antes[editar | editar código-fonte]

O nome foi retirado do arquipélago espanhol das Canárias para onde exportava.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o porto foi bombardeado e quase todas as mercadorias foram destruídas trazendo um enorme prejuízo para a política de exportação britânica. Após uma breve reconstrução da área em 1950, o setor portuário sofreu uma queda e tornou-se menos produtivo que os outros portos ao redor da cidade. Por fim, o governo optou por fechar o porto em 1980.

Construção do Complexo[editar | editar código-fonte]

8 Canada Square e Citigroup Centre em construção.

O moderno Canary Wharf teve início quando Michael von Clemm, presidente da Credit Suisse First Boston quis converter a região do porto abandonado em um complexo de negócios. Após uma série de reuniões com a G. Ware Travelstead eles decidiram investir na construção da nova zona empresarial. Porém, a Travelstead não pôde finaciar a construção e vendeu o projeto à Olympia and York. A construção do complexo começou em 1988 e o One Canada Square , o primeiro prédio do complexo, foi concluído em 1991, tornando-se um símbolo de Docklands.

Oposições[editar | editar código-fonte]

One Canada Square, prédio mais alto do Reino Unido.

A idéia da construção de um novo distrito comercial não agradou os moradores locais, que acreditavam que a construção iria diminuir o valor da região e que eles não receberiam melhoria no setor de transportes e segurança. Em 1997, alguns moradores processaram o Canary Wharf, alegando que a torre não permitia a transmissão de sinais de televisão.

Hoje[editar | editar código-fonte]

Atualmente, o Canary Wharf sedia grandes agências bancárias, como o Barclays, HSBC e Citigroup e também empresas de entretenimento como a Thomson Reuters e o The Daily Mirror. Canary Wharf também é um grande shopping e emprega mais de 93 mil pessoas em 200 lojas. Quase 500 mil pessoas passam pelo Canary Wharf por semana.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Canary Wharf