Charles Dutoit

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Charles Dutoit (1984) by Erling Mandelmann.jpg
Charles Dutoit (1984) by Erling Mandelmann - 2.jpg

Charles Édouard Dutoit (7 de Outubro de 1936) é um maestro suíço, particularmente notado pelas suas interpretações de músicas francesas e russas do século XX.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Dutoit nasceu em Lausanne, Suíça, estudando na cidade e graduandose no Conservatório de Gênova, onde ele recebeu o primeiro prêmio em condução e foi convidado por Alceo Galliera, para trabalhar na Academia de Música em Siena. Ele também trabalhou com Herbert von Karajan em Lucerne e estudou com Charles Munch em Tanglewood.

Dutoit começou sua carreira profissional em 1957 tocando viola em várias orquestras da Europa e da América do Sul. EM Janeiro de 1959 ele fez sua estréia como maestro profissional com a Orquestra da Rádio de Lausanne e a Orquestra da Rádio de Martha Argerich. Em 1959 ele também foi feito o maestro convidado da Orquestra da Suíça Romande e da Orquestra de Câmara de Lausanne. Após isso, ele foi o maetro da Orquestra da Rádio de Zurique até 1967 e da Orquestra Sinfônica de Bern, onde ficou por onze anos. Nesse período ele também conduziu a Orquestra Sinfônica Nacional do México (1973 - 1975) e da Orquestra Sinfônica de Gothenburg (1975 - 1978). No início da década de 1980 ele foi o maestro convidado da Orquestra de Minnesota. Em 1977 ele tornou-se diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Montreal.

Em 1980 ele estreou com a Orquestra da Filadélfia, tornando-se diretor musical dos concertos de verão da orquestra entre 1990 e 1999. Desde 1990 Dutoit dirige o Festival de Música do Pacífico no Japão. De 1991 até 2001 ele foi o diretor musical da Orquestra Nacional da França. Em 1996 ele foi apontado como maestro principal da Orquestra Sinfônica NHK de Tóquio. Em Fevereiro de 2007 ele foi nomeado o maestro chefe e conselheiro artístico da Orquestra da Filadélfia. Em Abril de 2007 Dutoit foi nomeado maestro principal e diretor artístico da Orquestra Filarmônica Real. Em Outubro de 2008 Dutoit foi apontado como diretor musical da Orquestra do Festival de Verbier.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Dutoit foi casado três vezes, incluindo o casamento com a mundialmente renomada pianista Martha Argerich e com a economista Maria-Josée Drouin. Ele tem um filho, Ivan, e uma filha, Anne-Catherine.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • "Charles Dutoit (...) is credited with transforming a decent regional ensemble into an internationally respected orchestra"
  • Anthony Tommasini (2002-04-28). "Is Tyranny A Thing Of the Past?".
  • "Dutoit has managed the extraordinary feat of making it the leading orchestra in the French-speaking world."
  • "Charles Dutoit", The New Grove Dictionary of Music and Musicians, 2nd edition, ed. Stanley Sadie. London, Macmillan Publishers Ltd., 2001.
  • Krauss, Clifford (2002-04-18), "Dissonance in Montreal After Rare Orchestral Uprising", The New York Times
  • Dobrin, Peter (2007-03-03), "Positivity on the podium", The Philadelphia Inquirer: D01, ISSN 0362-4331
  • Cullingford, Martin (2007-04-20), "Charles Dutoit takes over Royal Philharmonic Orchestra", Gramophone, archived from the original on 2007-09-27.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charles Dutoit