Cloliê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

o Cloliê - Jogo de Pintar, difundido em vários países da Europa, Ásia e América do Norte há 60 anos, é a prática da pintura espontânea, livre de julgamentos e modelos. Não é um curso de desenho ou pintura e não visa à prática artística. Sua finalidade é dar condições para que cada pessoa se expresse cada vez mais conhecedora de sua capacidade criativa, promovendo a estabilidade emocional, a criatividade, a autoconfiança e a capacidade de iniciativa. Trata-se de um jogo porque há regras e elementos que desencadeiam a disciplina individual e o domínio de execução necessários para que a expressão seja cada vez mais livre.

O jogo acontece em sessões no Cloliê (do francês Clos Lieu = lugar fechado), pois a sala parece uma cabana - um lugar onde não há interferência externa nem a possibilidade de observação de quem não está na sessão. O papel da instrutora no Cloliê é o de apoiar os praticantes para que eles se concentrem em traçar e escolher cores, com interferências respeitosas e pontuais.

Durante as sessões de pintura, frases como “O que você está desenhando?”, “Que belo desenho”, “Por que a sua árvore é roxa?” ou ainda “Faça um desenho bem bonito pra mim” não existem e não fazem sentido. Os trabalhos realizados não são vistos depois nem por quem faz nem por qualquer interlocutor; eles são arquivados para o estudo da evolução do traço pela instrutora, para que ela possa auxiliar o praticante nas próximas sessões. Ao “abandonar” suas pinturas, os praticantes ganham a confiança para se expressar de maneira cada vez mais fluida.

No Cloliê, todos pintam juntos, adultos, jovens, adolescentes e crianças, independentemente de raça, credo, condição social, física e emocional. Todos são capazes. Os praticantes não precisam levar nada para participar. Tudo o que eles precisam está lá: papel, tintas, avental e chinelos. O exercício da pintura acontece numa sala apropriada onde o ato de tirar os sapatos se torna fundamental.

As sessões no Cloliê - Jogo de Pintar acontecem uma vez por semana em uma hora e meia, salvo para crianças abaixo de seis anos (sessões variam de 30 minutos a uma hora).

No Brasil, o Cloliê - Jogo de Pintar foi implantado em 2010 pela artista plástica e educadora Soraya Lucato, formada com o próprio criador do jogo, o alemão Arno Stern, no Instituto de Pesquisas da Semiologia da Expressão, em Paris. Soraya também formou-se no L’atelier de Charenton, um dos diversos ateliês existentes na França, onde fez uma especialização para montar um espaço exatamente igual na cidade de São Paulo.

O método e seu criador[editar | editar código-fonte]

A técnica do Cloliê foi criada por Arno Stern na década de 1940, quando ele foi convidado a trabalhar com órfãos de guerra. Ao notar que as pessoas se expressavam de maneira bastante parecida e percebendo o papel primordial que o jogo provocava no ser humano, Stern criou o método que até hoje une pintura e jogo. À época, ele conduziu uma pesquisa ao redor do mundo e chegou ao conceito da Formulação, segundo o qual há um conjunto de formas que todas as pessoas adquirem desde sua concepção, pela memória orgânica, e que passam a expressar a partir dos 3 anos de idade. A Formulação é o objeto de estudo dos intrutores de jogo de pintar, pois é uma expressão genuína das emoções, sentimentos e desejos do ser humano.

www.arnostern.comarno stern==Ligações externas==

Referências[editar | editar código-fonte]

arnostern.com

Ver mais no http://fr.wikipedia.org/wiki/Arno_Stern