Cobertura verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Telhado verde. Por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não se esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central. (desde novembro de 2013)
Coberturas verdes - Fundação Calouste Gulbenkian - Lisboa
Intensa cobertura verde em um edifício de Manhattan, Centro de Nova York, Estados Unidos.

Cobertura verde, também conhecida como telhado verde e teto verde, consiste num sistema artificial de construção de coberturas de edifícios, habitações ou mesmo estruturas de apoio, sobre as quais são aplicados diversos tipos de materiais, nomeadamente vegetação, que permitem o correcto funcionamento do mesmo e tirar partido das suas enormes vantagens ao nível arquitectónico, estético e ambiental.

A confecção de telhados verdes obedece princípios de projetos tecnológicos consistindo de várias camadas de materiais que devem compor a cobertura de forma harmoniosa. Uma analogia com a montagem de uma lasanha antes de ir ao forno é útil, pois a confecção de uma lasanha baseia-se na construção de várias camadas de alimentos que obedecem uma certa lógica para fornecer um prato saboroso. De modo equivalente, a confecção de um telhado vivo é baseada na montagem de camadas de materiais impermeabilizantes, substratos, bloqueadores de raízes entre outros materiais que devem satisfazer os objetivos de projeto.

Uma função importante de telhados verdes é a capacidade de absorver a água da chuva que cai sobre ele, atrasando o escoamento para o sistema de drenagem. Esta inércia ao escoamento da água da chuva faz com que o telhado verde seja uma opção atraente em regiões urbanas, pois se usado em grande escala pode reduzir a probabilidade de enchentes.


Tipos de coberturas verdes[editar | editar código-fonte]

  • Cobertura verde extensiva

Os telhados do tipo extensivo são leves e podem ser instalados em coberturas inclinadas.

  • Cobertura verde intensiva-elementar
  • Cobertura verde intensiva

Os telhados do tipo intensivo são mais pesados em comparação com os extensivos e geralmente instalados em coberturas planas sem inclinação.

Benefícios Ambientais[editar | editar código-fonte]

  • Filtra poluição e gás carbônico do ar
  • Filtra poluentes e metais pesados da água da chuva

Benefícios Financeiros[editar | editar código-fonte]

  • Serve para reduzir o custo das contas de água e luz
  • Aumenta a vida útil do telhado
  • Aumenta o valor do imóvel

Benefícios Psicológicos[editar | editar código-fonte]

  • Tornam os espaços ocupados mais agradáveis

Benefícios Estéticos[editar | editar código-fonte]

  • Melhoram a aparência da estrutura

História[editar | editar código-fonte]

Ecotelhados são muito populares na Europa. A Alemanha é a pioneira no desenvolvimento de telhados verdes na era moderna. Desde os anos 70 pesquisadores universitários, arquitetos e fabricantes alemães se preocupam com este tipo de cobertura.

Nos anos 80, telhados verdes começaram a ser aceitos no mercado consumidor. Companhias alemãs como Zinco, optima, Optigrün e Bauder são consideradas pioneiras da tecnologia de telhados verdes, principalmente no que diz respeito a materiais betuminosos impermeáveis à água e resistentes ao crescimento de raízes.

Telhados Marrons[editar | editar código-fonte]

Também conhecidos como telhados biodiversificados.

Desvantagens[editar | editar código-fonte]

Tem um custo inicial alto.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]