Conchiolina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A conchiolina é uma proteína secretada pelo manto dos moluscos, e uma das substâncias que compõem o nácar. É formada de queratina, colágeno e elastina[1] .

Pérolas contem aproximadamente 6% de conchiolina na sua estrutura. Quando a proteína aparece na camada mais externa, a pérola não apresenta o mesmo brilho e iridescência da aragonita, reduzindo por isso o seu valor comercial[2] .

Ligando-se a cristais de aragonita proporcionam a grande rigidez das conchas.[3] [4]

Referências

  1. SILVA, Denyo e DEBACHER, Nito Angelo. [http://www.scielo.br/pdf/qn/v33n5/09.pdf Caracterização físico-química e microestrutural de conchas de moluscos bivalves provenientes de cultivos da região litorânea da ilha de Santa Catarina]. Quim. Nova, Vol. 33, No. 5, 1053-1058, 2010
  2. BRANCO, Pércio de Moraes. Dicionário de Mineralogia e Gemologia. Oficina de Textos, 2008
  3. Chateigner, D.; Hedegaard, C.; Wenk, H. R.; J. Struc. Geol. 2000, 22, 1723.
  4. Wheeler, A. P. Em Hard tissue mineralization and determination; Suga, S.; Watabe, N.; eds.; Springer-Verlag: Tokyo, 1992.
Ícone de esboço Este artigo sobre moluscos, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.