Cor secundária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Cores secundárias são as cores que se formam pela mistura de duas cores primárias, em partes iguais.

No início, a teoria dos pigmentos era restrita à pintura. Os antigos pintores já faziam misturas antes da moderna ciência das cores, e as tintas usadas até então eram poucas. No sistema RYB, que emprega a teoria das cores de Leonardo da Vinci, as cores secundárias são:

  • Verde - formado por azul e amarelo
  • Laranja - formado por amarelo e vermelho
  • Violeta (ou púrpura) - formado por azul e vermelho

Modernamente, contudo, considera-se dois casos de classificação de cores: o aditivo (ou luminoso) e o subtrativo (ou refletivo), uma vez que o sistema RYB não representa de fato todas as cores perceptíveis pelo olho humano. As cores primárias de um caso são secundárias do outro, e vice-versa.

No caso subtrativo (sistema CMYK), usado em impressão gráfica, as cores *<font color primárias são:

  • Ciano - formado por azul e verde
  • Magenta - formado por azul e vermelho
  • Amarelo - formado por vermelho e verde

A letra "K" representa a tinta preta (black), que não é considerada cor, porém serve como reforço.

No caso aditivo (sistema RGB), usado em fontes de luzes, as cores primárias são:

  • Vermelho - formado por magenta e amarelo
  • Verde - formado por ciano e amarelo
  • Azul - formado por ciano e magenta

E tambem tem misturas das cores preto e branco:

  • Cinza - formado por preto e branco

Ligações externas[editar | editar código-fonte]