Coração (Irã)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A província do Coração no Irão, antes da reforma territorial de 2004. As divisões internas indicam as novas províncias surgidas com o desmembramento do Coração.

O Coração[1] ou Coraçone[2] (خراسان, Khorasan em persa) foi, até 2004, a maior província do Irã. Naquele ano, foi desmembrado em três novas províncias:

O nome Khorasan, que significa "terra do sol nascente", em persa, foi dado à província oriental do Império Sassânida e foi depois utilizado pelos geógrafos árabes para se referirem sensivelmente à região que o Afeganistão ocupa actualmente. Esta antiga província persa, que se estendia, ao norte, do Rio Oxus até o Mar Cáspio e, ao sul, da beira dos desertos centrais iranianos até as montanhas centro-afegãs a leste, incluía partes do que são hoje os territórios de Irã, Afeganistão, Tajiquistão, Turcomenistão e Uzbequistão. Algumas das principais cidades históricas da Pérsia localizam-se no antigo Coração: Nishapur (atualmente no Irã), Merv e Sanjan (no Turcomenistão), Samarcanda e Bucara (Uzbequistão), e Herat, Cabul, Ghazni e Balkh (Afeganistão). Passaram pelo Coração conquistadores e impérios como os gregos, os árabes, os turcos seljúcidas, os mongóis, os safávidas, os afegãos e outros.

Os principais grupos étnicos da região são os persas, os turcos coraçones, os turcomenos, os curdos e os árabes. Há também uma considerável comunidade de origem afegã na província, devido ao influxo de refugiados vindos do Afeganistão nos últimos anos. As principais línguas faladas na área são o persa, o curdo e o turco.

A região é famosa pelos tapetes e pelo açafrão que é produzido ao sul.

O gentílico da província do Coração é coraçone ou coraçane.[3]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.
  2. O dicionário Onomástico Etimológico de J.P. Machado registra apenas as formas Coraçone e Coração para a província iraniana em língua portuguesa. Alguns jornais brasileiros transliteram o original como Corasão ou Curasão.
  3. J.P. Machado, verbete "Coraçone".

Ver também[editar | editar código-fonte]