Fars (província)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Província de Fars
استان فارس
—  Província  —
Localização de Fars no Irã
Localização de Fars no Irã
País  Irã
Capital Shiraz
Distritos 23
Área
 - Total 122 608 km²
População (2006)[1]
 - Total 4 569 292
    • Densidade 37,3/km2 
Fuso horário IRST (UTC+03:30)
Fuso horário IRST (UTC+03:30)
 - Horário de verão IRST (UTC+04:30)
Principais idioma(s) Persa, qashqai, lurish, dialetos de Fars

A Província de Fars (em persa: استان فارس, transl. Ostān-e Fārs), grafada originalmente Pars (پارس), é uma das 31 províncias do Irã, conhecida como a capital cultural daquele país. Situa-se no sul do país, e seu centro é a cidade de Shiraz. Tem uma área de 122.400 quilômetros quadrados, e em 2006 tinha uma população de 4,57 milhões de pessoas, das quais 61,2% habitavam cidades, 38,1% vilas e 0,7% eram nômades.[1] A etimologia do termo persa (natural de Pārs: پارسیان) deriva desta região do Irã, e pode ser vista em diversos dos nomes antigamente associados com o país.

A região é a pátria original do povo persa; o nome nativo do idioma persa é Fârsi ou Pârsi. As palavras portuguesas 'Pérsia' e 'persa' derivam da forma helenizada Πέρσις (Persis), que por sua vez vem de Pârs (em persa antigo, Pârsâ).

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Baixo-relevo sassânida mostrando a coroação de Artaxes I.

O termo deriva de 𐎱𐎠𐎼𐎿 (transl. Pârsa) nome da região da Pérsia e de sua capital, Persépolis, no persa antigo. Fars é a forma arabizada de Pârs, já que o idioma árabe não possui o fonema p.

Persis[editar | editar código-fonte]

Os antigos persas habitaram a região desde por volta do século IX a.C., e se tornaram os soberanos de um grande império sob o comando da dinastia aquemênida no século VI a.C.. As ruínas de Persépolis e Pasárgada, duas das quatro capitais do Império Aquemênida, localizavam-se em Fars.

O Império Aquemênida foi derrotado por Alexandre III da Macedônia (Alexandre, o Grande), no século IV a.C.; pouco tempo depois o Império Selêucida foi fundado, sem no entanto jamais estender seu domínio além das principais rotas comerciais de Fars, e na altura do reinado de Antíoco I, ou talvez mais tarde, a região conhecida pelos gregos como Persis teria surgido como estado independente e começado a cunhar suas próprias moedas.[2]

O Império Selêucida foi derrotado pelos partas em 238 a.C.; por volta de 205 a.C., Antíoco III estendeu seu domínio sobre Persis, acabando efetivamente com a independência da região.[3]

Babak, governante de uma pequena cidade chamada Kheir, conseguiu no entanto conquistar algum poder local e evadir a atenção do soberano arsácida do período, Artabano IV. Babak e seu filho mais velho, Shapur, conseguiram eventualmente expandir seu controle sobre toda a região de Persis.

Os eventos que se seguiram são pouco claros, devido à natureza fragmentária das fontes disponíveis; sabe-se com certeza, no entanto, que após a morte de Babak, por volta de 220 d.C., Artaxes I, à época governador de Darabgird, envolveu-se numa disputa pelo poder com seu irmão mais velho, Shapur. As fontes indicam que, em 222, Shapur teria morrido quando o telhado de um edifício ruiu sobre ele. Artaxes então moveu sua capital para o sul da região de Persis, fundando Artaxes-Khwarrah (antiga Gur, atual Firuzabad).

Após estabelecer seu domínio por toda a região, Artaxes rapidamente ampliou seu território, conquistando a submissão dos príncipes locais, e assumindo o controle das províncias vizinhas de Kerman, Isfahan, Susiana e Mesena.

Artabano IV empreendeu uma nova marcha contra Artaxes em 224; seus exércitos se enfrentaram em Hormizdeghan, onde Artabanuo teria morrido. Artaxes foi coroado em 226, em Ctesifonte, como soberano único da Pérsia, colocando assim um fim aos 400 anos do Império Parta.

Os sassânidas governaram por 425 anos, até que os exércitos muçulmanos conquistaram o império. Após a conversão dos persas ao islamismo, a posse da região facilitou a expansão do novo império islâmico que se iniciava.

Irão[editar | editar código-fonte]

Desde então a região de Fars passou por diversas dinastias, que deixaram suas marcas em numerosos monumentos históricos e antigos, cada um dos quais com seu respectivo valor como patrimônio mundial, como testemunham as ruínas de Bishapur, Persépolis e Firuzabad.

Divisões administrativas[editar | editar código-fonte]

Fars localiza-se no sul do Irã; faz fronteira a leste com a província de Bushehr, Hormozgan, ao sul, Kerman e Yazd a leste, Isfahan a norte e Kohgiluyeh e Boyer-Ahmad a noroeste. Entre suas últimas divisões, estão aos seguintes condados, listados no mapa abaixo:

Fars-clear.png
Fars-clear.png


Referências

  1. a b [1] - Censo Nacional de 2006
  2. The Cambridge History of Iran, Vol. 3 (1), p. 299
  3. The Cambridge History of Iran, Vol. 3 (1), p. 302


Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Províncias do Irão Bandeira do Irão
Ardabil | Azerbaijão Ocidental | Azerbaijão Oriental | Bushehr | Chahar Mahaal e Bakhtiari | Coração do Norte | Coração Razavi | Coração do Sul | Curdistão | Ispaão | Fars | Gilan | Golestan | Hamadã | Hormozgan | Ilam | Kerman | Kermanshah | Khuzistão | Kohkiluyeh e Buyer Ahmad | Lorestão | Markazi | Mazandaran | Qazvin | Qom | Semnan | Sistão-Baluchistão | Teerão | Yazd | Zanjan


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Irão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.