Criptopórtico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Criptopórtico do antigo fórum de Emínio, sob o Museu Machado de Castro.

Na antiga arquitetura romana, um criptopórtico é uma galeria abobadada subterrânea ou semi-subterrânea. Os arcos de um criptopórtico serviam para sustentar estruturas localizadas na superfície, como um forum ou uma villa, muitas vezes compensando um declive no terreno.

Além da função estrutural, os criptopórticos podiam ser utilizados como lugares de estocagem (horreum) de alimentos como carne e trigo, uma vez que eram espaços frescos e abrigados da luz.

Vários são os criptopórticos ainda existentes no antigo mundo romano. Em Portugal há um bom exemplo na cidade alta de Coimbra, chamada Emínio na época romana. O criptopórtico de Emínio, de dois andares, foi construído sob o fórum da cidade para vencer o desnível do terreno. Na Idade Média o fórum foi substituído pelo palácio episcopal da cidade, convertido no século XX no Museu Nacional Machado de Castro. Atualmente o criptopórtico pode ser visitado sob o museu.

Também os antigos fóruns das atuais cidades francesas de Arles e Reims, entre outros, eram sustentados por criptopórticos que ainda existem.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Criptopórtico de Aeminium (Coimbra) [1]
  • Criptopórtico de Arles [2]

http://www.uc.pt/fluc/eclassicos/publicacoes/ficheiros/humanitas07-08/05_Oleiro.pdf