Cullen Landis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cullen Landis
Nome completo James Cullen Landis
Outros nomes J. Cullen Landis
Nascimento 9 de julho de 1896
Nashville, Tennessee, EUA
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Morte 26 de agosto de 1975
Bloomfield Hills, Michigan, EUA
Ocupação ator
cineasta
Cônjuge Mignon Le Brun (?-1927)
Jane Grenier (? - ?)
IMDb: (inglês)

Cullen Landis (9 de julho de 189626 de agosto de 1975) foi um cineasta e ator de cinema estadunidense que iniciou sua carreira na era do cinema mudo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

James Cullen Landis era filho de Lulan e Margaret (nascida Cullen) Landis. Ele nasceu em Nashville, Tennessee,[1] onde seu pai trabalhava como corretor da bolsa de valores.[2] Landis começou a trabalhar na indústria cinematográfica aos dezoito anos de idade, na época em que sua irmã mais velha, Margaret Landis, aparecia em seu primeiro filme.[3]

Cullen Landis e Clara Horton no filme It's a Great Life (1920).

Landis começou a carreira mais como um diretor de cinema, só voltando a atuar depois que seu ator principal quebrou uma perna e decobriu-se que o traje do ator se encaixava nele. Landis acabou se tornando um dos mais populares atores principais da era do cinema mudo, aparecendo em centenas de filmes durante quatorze anos.[4] [5] [6] O primeiro filme de Cullen foi Joy and the Dragon, em 1916.[7]

Landis com um modelo de trem, cerca de 1920

Cullen é especialmente lembrado como 'Davy Crockett' em Davy Crockett at the Fall of the Alamo, 'Eddie Morgan' em Lights of New York, 'Jimmy Crestmore' em Broadway After Midnight e como 'Kenneth Avery' em Convict's Code,[8] seu último filme, em 1930.[9]

Em 1928, Cullen Landis estrelou o primeiro filme sonoro da Warner Bros., Lights of New York. Ele certa vez confidenciou a um amigo que filmes falados eram perfeitos para musicais, e que ele não era nenhum homem de música e dança. Ele deixou Hollywood e foi para Detroit em 1930, com a finalidade de produzir e dirigir filmes industriais para companhias de automóveis.

Quando menino, Landis foi um entusiasta de trens e sonhou ser engenheiro ferroviário. Embora a ambição se tenha desvanecido com o tempo, o seu interesse pela ferrovia não desapareceu, e alguns anos depois ele projetou para si mesmo um modelo de trem alimentado por vapor (à esquerda).[10]

Durante a Segunda Guerra Mundial Landis serviu como capitão da US Army Signal Corps., produzindo filmes de treinamento no Pacífico Sul. No fim da guerra foi duas vezes condecorado e promovido a major. Nos anos pós-guerra ele fez documentários para o US State Department.[11] [12]

James Cullen Landis morreu em 28 de agosto de 1975, em uma casa para idosos em Bloomfield, Michigan, apenas três meses após a morte de sua esposa, Jane (nascida Greiner) Landis.[13] [14] Está sepultado no Maple Grove Cemetery, no Michigan.

Filmografia parcial[editar | editar código-fonte]

Cena do filme The Little Wild Girl, ao lado de Lila Lee.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. US World War One Draft Registratin
  2. 1900-1910 US Census Records
  3. Margaret Landis no IMDB
  4. Cullen Landis, IMDb.com
  5. Silent Screen Star Dies - Ironwood Daily Globe 28 Aug 1975 pg 6
  6. Actor - Long Beach Independent 28 Aug 1975 pg 6
  7. Joy and the Dragon no IMDB
  8. Cullen Landis no Find a Grave
  9. Convict’s Code no IMDB
  10. The Santa Fe magazine, Volume 15 1920 – pg. 48
  11. Silent Screen Star Dies - Ironwood Daily Globe 28 Aug 1975 pg 6
  12. Actor - Long Beach Independent 28 Aug 1975 pg 6
  13. Silent Screen Star Dies - Ironwood Daily Globe 28 Aug 1975 pg 6
  14. Actor - Long Beach Independent 28 Aug 1975 pg 6

Ligações externas[editar | editar código-fonte]