Diluição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Diluição é o ato físico-químico de tornar uma solução menos concentrada em partículas de soluto através do aumento do solvente (número de vezes que a concentração da solução vai diminuir).

O fator de diluição corresponde à relação entre o volume da solução, depois de diluída, e o volume da solução, antes de ser diluída.

Para calcular os valores de uma diluição podemos usar a fórmula em seguinte:

c1•V1 = c2•V2
onde:
c1= concentração da solução antes de ser diluída (por exemplo, da solução de estoque);
c2 = concentração da solução depois de ser diluída;
V1 = volume da solução antes de ser diluída;

V2 = volume da solução depois de ser diluída.


.

Engenharia sanitária[editar | editar código-fonte]

Na natureza a diluição é um fenômeno ambiental muito importante pois permite o lançamento adequado de poluentes gasosos ou líquidos, conduzidos através de chaminés ou de emissários, diminuindo o impacto da carga poluidora inicial. Estes tipos de lançamentos estão previstos, respectivamente, no Protocolo de Quioto e no Protocolo de Annapolis. Estes cálculos de diluição são efetuados na engenharia sanitária utilizando-se modelos matemáticos ou modelos físicos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Rios, Jorge L. Paes - "Estudo de um Lançamento Subfluvial. Metodologia de Projeto e Aspectos Construtivos do Emissário de Manaus" - Congresso Interamericano de AIDIS - Panamá, 1982.
  • Azevedo Netto et al. - Manual de Hidráulica - Editora Blucher - São Paulo, 2001.
  • Gonçalves, Fernando B. e Souza, Amarílio P. - Disposição Oceânica de Esgotos - ABES - Rio de Janeiro, 1997.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.