eDonkey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

eDonkey é uma rede de P2P, criada pela empresa alemã MetaMachine em 2000 para a transferência de grandes arquivos, ultrapassando o limite dos gigabytes. "Donkey" (em português, burro ou jegue) é usado para designar arquivos muito grandes e difíceis de se obter na Internet. Surgiu logo após o Napster e é largamente utilizada até hoje. Baseada em servidores centrais que servem ao usuário pesquisas e indexação de arquivos. Recentemente a rede foi reanimada pelo programa open-source eMule.

Overnet[editar | editar código-fonte]

Considerado a evolução e a 2ª geração do eDonkey, a rede Overnet é uma espécie de eDonkey "paga": é preciso comprar o software da empresa que a desenvolveu. A diferença é que o Overnet é altamente descentralizada (não possui um servidor sequer) e muito mais rápida. Atualmente a MetaMachine fundiu a Overnet com a rede tradicional eDonkey num só programa com a finalidade de aumentar as fontes. Os criadores do eMule criaram uma nova rede de características idênticas à Overnet a que deram o nome de Kademlia, suportada nas versões mais recentes do software eMule.

  • Em 12 de setembro de 2006, devido a uma decisão judicial da corte dos Estados Unidos, a rede eDonkey foi fechada e a empresa responsável, MetaMachine, deverá pagar indenização de US$ 30 milhões às gravadoras e estúdios.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre redes de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.