Ecce homo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ecce Homo)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ecce Homo, obra do pintor italiano Antonio Ciseri (1821-1891)
Ecce Homo, obra do pintor italiano Caravaggio (1571-1610)

Ecce Homo são as palavras que Pôncio Pilatos teria dito, em latim, ao apresentar Jesus Cristo aos judeus de acordo com o evangelho. Em português, a frase significa "Eis o Homem" (rei ou senhor dos homens).

Trata-se da tradução que surge na Vulgata da frase grega ιδου ο ανθρωπος (translit. Idou ho anthrōpos). Segundo o Evangelho segundo São João (19.5), foram as palavras pronunciadas pelo governador romano Pôncio Pilatos quando apresentou Jesus de Nazaré (flagelado, atado e com a coroa de espinhos) perante a multidão hostil, à qual Pilatos submeteu o destino final do réu (posto que ele, Pilatos, lavava as mãos, ou seja, eximia-se de responsabilidade sobre a decisão 1 .

Na iconografia cristã costuma chamar-se Ecce Homo ou Senhor da Cana Verde, vulgarmente com ela na mão a servir-lhe de ceptro, às figurações de Jesus Cristo apresentado em sofrimento.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências