Erik Spiekermann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Spiekermann, 2014

Erik Spiekermann (Hanôver, 30 de maio de 1947) é um tipógrafo e designer gráfico alemão. Arquiteto da informação, typedesigner e autor de vários livros e artigos sobre tipografia, Erik Spiekermann é internacionalmente reconhecido por seu trabalho.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 1947, na cidade Stadthagen, Alemanha, desde pequeno já levava jeito para artes tipográficas.

Durante a faculdade de História da Arte, em Berlin, ele pagava seus estudos trabalhando como typesetter. Depois de formado passou vários anos em Londres, trabalhou como designer gráfico freelancer para o estúdio de Wlf Olins e para Herion Design Associates e lecionou na London College of Printing.

Em 1979 volta para Berlin e junto com Florian Fisher e Dieter Heil funda a MetaDesign, que tinha clientes como o Bank Für Gemeinwirtschaft, Berthold, Linotype e Sean Graphic. Em 1989 funda com Joan Spiekermann e Neville Brody a FontShop, em Berlin, e começa a produzir e distribuir PostScript fontes contemporâneas para vários designers e estúdios tanto de sua marca própria, a FontFont, como de outras empresas.

Em 1992 abriu a MetaDesign West, em São Francisco, e em 1997 a MetaDesign Londres. Spiekermann deixou a direção da MetaDesign em 2000 e começou um novo projeto, a United Designers Network, como a colaboração de vários designers que já trabalharam com ele em outros projetos.

Spiekermann é membro do conselho da ATypI e membro do conselho Alemão de Design, presidente da ISTD (International Society of Typografic Designers) e também professor honorário da Academy of Arts em Bremen.

Ele redesenhou a revista The Economist em 2001, uma família de fonte corporativa para Nokia em 2002 e uma para a Bosch em 2005, Ainda em 2005, a UDN criou a comunicação visual da Deutsche Bahn (linha de trens alemã) incluindo uma nova família de fontes. Spiekermann se considera mais um solucionador de problemas do que um artista. Seu processo de construção de fontes é simples e eficaz.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Erik Spiekermann
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.