Eritritol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde março de 2010). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Eritritol
Alerta sobre risco à saúde
Erythritol structure.png
Nome IUPAC (2R,3S)-butane-1,2,3,4-tetraol
Identificadores
Número CAS 10030-58-7,Predefinição:CASREF, Predefinição:CASREF
SMILES
Propriedades
Fórmula química C4H10O4
Massa molar 122.1 g mol-1
Densidade 1.45 g/cm³
Ponto de fusão

121 °C, 394 K, 250 °F

Ponto de ebulição

329-331 °C, 602-604 K, 624-628 °F

Compostos relacionados
Álcoois relacionados Glicerol (propanotriol)
Ribitol (pentano-1,2,3,4,5-pentol)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O eritritol é um adoçante obtido em larga escala pela indústria se fazendo a fermentação da sucrose, filtrando, recristalizando e filtrando novamente.

É encontrado naturalmente em baixas concentrações em frutas e em concentrações mais elevadas em molhos de soja, vinhos, cervejas e queijos.[carece de fontes?]

Tem um pequeno poder laxativo e também é usado para se sintetizar o ETN (tetranitrato de eritritol) um HIGH EXPLOSIVE de VoD de 8.000m/s que pode substituir perfeitamente o PETN em reforçadores e cordéis detonantes.[carece de fontes?]

Acabou de ser aprovado para uso no Brasil pela Anvisa e a Cargill já obteve sua licença para importar o mesmo.[1]

Referências