Farmacodinâmica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Farmacodinâmica é o campo da farmacologia que estuda os efeitos fisiológicos dos fármacos nos organismos, seus mecanismos de ação e a relação entre concentração do fármaco e efeito. [1] De forma simplificada, podemos considerar farmacodinâmica como o estudo do efeito da droga nos tecidos.

Farmacodinâmica de algumas drogas[editar | editar código-fonte]

Fluoxetina[editar | editar código-fonte]

A fluoxetina é um inibidor seletivo da recaptação de um tipo de neurotransmissor, a serotonina. Atua através da inibição da sua recaptação na fenda sináptica e dessa forma aumenta a sua concentração.

IMAO[editar | editar código-fonte]

Os IMAO (inibidores da mono-amino-oxidase) são fármacos que aumentam a concentração de monoaminas (como a dopamina e a serotonina) na fenda sináptica. Sua ação se dá através da inibição da monoaminooxidase, enzima responsável pela biotransformação destes neurotransmissores

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Lees P, Cunningham FM, Elliott J. (2004). "Principles of pharmacodynamics and their applications in veterinary pharmacology". J. Vet. Pharmacol. Ther. 27 (6): 397–414 pp.. DOI:10.1111/j.1365-2885.2004.00620.x. PMID 15601436.
Ícone de esboço Este artigo sobre farmácia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.