Francisco de Melo (capitão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Francisco de Melo 1° Conde de Assumar (Estremoz, 1597 - Madrid, 1651) foi um politico e militar português ao serviço de Espanha.

Francisco de Melo, Conde de Assumar

Filho primogénito de D. Constantino de Bragança, da casa dos marqueses de Ferreira. Foi muito novo para Madrid, e ali teve a nomeação de veador da rainha D. Isabel de Bourbon, filha de Henrique IV, e mulher de Filipe IV, rei de Espanha, e gentil homem da câmara deste monarca, que sucessivamente o fez conde de Assumar en Portugal e marquês de Vellisca en Castela. Foi também nomeado membro do conselho de Portugal e mais tarde embaixador em Roma, sendo depois substituído pelo marquês de Castelo Rodrigo.

D. Francisco de Melo passou, à corte de Viena de Áustria, onde estava, quando rebentou em Portugal a revolução de 1 de Dezembro de 1640. Ao contráro do seu primo direito, o condestável de Portugal, e 3.º marquês de Ferreira, Francisco de Melo seu homónimo, esta revolução nada influiu no espírito de D. Francisco de Melo, que, tendo recebido ordem do conde-duque de Olivares para obter a autorização do imperador para a prisão do infante D. Duarte de Bragança,que servia então distintamente nos exércitos da Alemanha, não hesitou em empregar todos os esforços para conseguir esse objectivo, em que por fim terá exito.

Depois Francisco de Melo foi nomeado governador das armas de Flandres; comandou então o exército espanhol na guerra contra a França. Invadiu este reino, devastou Champagne, e atacou Rocroi. D. Francisco de Melo rompera a campanha efectivamente com energia e a sua marcha rápida causou verdadeiro terror em Paris, mas um jovem general francês, de 21 anos de idade, O Duque d'Enghien, saiu‑lhe ao encontro, e no dia 19 de Maio de 1643 derrotou-o completamente na batalha de Rocroi. Nem este desastre, nem a queda do conde‑duque de Olivares, amigo particular de D. Francisco de Melo, fizeram com que este perdesse importantes cargos, que do governo das armas de Flandres passou para o das armas da Lombardia. Foi capitão‑general de Sicília, de Aragão e da Catalunha, membro do conselho de guerra e do conselho de estado, embaixador aos príncipes de Itália, etc., e ainda em 1648, tendo recebido o titulo de marquês de Torredelaguna, foi como plenipotenciário espanhol ao congresso de Vestfália.

No filme espanhol Alatriste, a personagem Francisco de Melo é interpretada pelo actor andaluz Paco Tous.

Precedido por
Primeiro
Conde de Assumar
16301651
Sucedido por
D. Gaspar Constantino de Melo
Precedido por
Luís de Moncada
Vice-rei de Sicilia
1639 - 1641
Sucedido por
Juan Alfonso Enríquez de Cabrera
Precedido por
Fernando de Austria
Governador dos Países Baixos
16411644
Sucedido por
Manuel de Moura Corte Real
Precedido por
Bernardino Fernández de Velasco y Tovar
Vicerei de Aragão
16471649
Sucedido por
Francisco Fernández de Castro