Gaspar de Bragança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde março de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O infante D. Gaspar de Bragança (Lisboa, 8 de Outubro de 1716 - Braga, 18 de Janeiro de 1789) foi um filho ilegítimo do rei João V de Portugal, de uma relação que este manteve com Madalena Máxima de Miranda (Madalena Máxima da Silva Miranda Henriques), sendo o segundo dos chamados meninos de Palhavã.

Em 1758 foi designado arcebispo primaz de Braga, sucedendo assim ao seu tio José de Bragança, ele mesmo um filho bastardo de Pedro II de Portugal.

Precedido por
José de Bragança
Brasão arquiepiscopal
Arcebispo Primaz de Braga

1758 - 1789
Sucedido por
Frei Caetano Brandão, T.O.R.