Gerard Béhague

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Gerard Henri Béhague (Montpellier, França, 2 de Novembro de 1937 - Austin, Texas, 13 de Junho de 2005), foi um eminente etnomusicologista e professor de música latina. Sua especialidade foi a música do Brasil e do Peru com influências da África Ocidental na música caribenha e sul-africana e camdomblé na música brasileira.

Em sua carreira, contribui para a expansão da etnomusicologia.1

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido na França, mudous-se ainda cedo para o Rio de Janeiro, Brasil onde estudou piano, teoria musical e composição na Universidade Federal do Rio de Janeiro e no Conservatório Brasileiro de Música.

Graduou-se bacharel em 1956, mestrou-se em musicologia pela Universidade de Paris Sorbonne, e pós-graduou-se musicólogo pela Tulane University em 1966, quando também estudou história da notação musical com Gilbert Chase. Em 1962, Béhague casou-se com Cecilia Pareja, filha de uma escritora equatoriana e do diplomata também do Equador, Alfredo Pareja Diezcanseco.

Ensinou música norte-americana e música latina-americana na University of Illinois de 1966 a 1974.

Contribui para o surgimento de um novo campo interdisciplinar. Também iniciou um programa de etnomusicologia latino-americana.

Juntou-se a escola e faculdade de música da University of Texas em Austin em 1974, onde permaneceu morando até falecer devido a um cancer em 2005

Prêmios e honras[editar | editar código-fonte]

  • Guggenheim Fellowship (19??)
  • National Endowment for the Humanities (19??)
  • Membro Correspondente da Academia Brasileira de Música (1994)
  • Comandante da ordem do Rio Branco (1997) concedido pelo Governo Brasileiro.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Béhague, Gerard H. (1979), Music in Latin America: An Introduction, Englewood Cliffs, N.J.: Prentice-Hall.
  • Béhague, Gerard H. (1994), Heitor Villa-Lobos: The Search for Brazil's Musical Soul, Austin, Texas: ILAS Monographs, UT Press.

Artigos[editar | editar código-fonte]

Referências