Guinéu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O guinéu (do inglês guinea), cunhado a partir de 1663 para o tráfico de escravos e extinto em 1813,[1] foi a primeira moeda de ouro britânica feita a máquina. Originalmente, a moeda valia uma libra, sendo equivalente a 20 xelins (shillings), mas o aumento no preço do ouro fez com que o valor do guinéu se elevasse para 21 xelins, tendo atingido picos de até trinta xelins. O nome, não oficial, veio de Guiné (região), na África, de onde se originava boa parte do ouro usado para cunhar as moedas de guinéu, via Portugal.[2]

Embora a moeda esteja fora de circulação há quase duzentos anos, o termo "guinéu" sobreviveu em alguns círculos no Reino Unido, principalmente naqueles ligados a corrida de cavalos e ao comércio de carneiros, significando, em valor convertido para decimal, uma quantia de uma libra e cinco pênis (equivalente a 21 xelins).

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 878.
  2. BUENO, E. A viagem do descobrimento: a verdadeira história da expedição de Cabral. Rio de Janeiro. Objetiva. 1998. p. p. 75.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • (em inglês)-British Coins - Informação online sobre moedas britânicas. Inclui fórum de debates.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Guinéu
Ícone de esboço Este artigo sobre numismática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.