Hexagrama (moeda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hexagrama de Constante II e Constantino IV.

O hexagrama (em grego: ἑξάγραμμα; transl.: hexagramma) era uma grande moeda de prata do Império Bizantino, emitida principalmente durante o século VII.

História[editar | editar código-fonte]

Come exceção de umas poucas emissões cerimoniais no século VI, moedas de prata não eram utilizadas no sistema monetário do final do período romano, início do bizantino, principalmente por causa da grande flutuação de preço em relação ao do ouro.[1] Apenas sob o imperador Heráclio (r. 610–641), em 615, é que novas moedas de prata foram emitidas para cobrir as necessidades da guerra com a Pérsia. A matéria-prima para estas moedas vinha principalmente do confisco de pratarias eclesiásticas.[2]

Elas foram batizadas em homenagem ao peso de seis grammata (6,84 gramas) e provavelmente valiam aproximadamente 1/12 de um soldo de ouro.[3] [4] Elas permaneceram em uso sob o sucessor de Heráclio, Constante II (r. 641–668), de cujo reino vários espécimes sobreviveram. Elas se tornaram mais raras no reinado de Constantino IV (r. 668–685) e, posteriormente, parece que foram apenas ocasionalmente emitidas, para fins cerimoniais,[5] até que finalmente foram abandonadas no final deste período.[6] [7] A partir de 720, o imperador Leão III, o Isáurio (r. 717–741) emitiu uma nova moeda de prata, a miliarésio.[3] [4]

Referências

  1. Grierson 1999, p. 12–13
  2. Kaegi 2003, p. 90
  3. a b Grierson 1999, p. 13
  4. a b Kazhdan 1991, p. 927
  5. Grierson 1982, p. 5
  6. Hendy 1985, p. 495
  7. Grierson 1982, p. 105

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Grierson, Philip. Byzantine Coinage. Washington, Distrito de Colúmbia: Dumbarton Oaks, 1999. ISBN 978-0-88402-274-9.
  • Hendy, Michael F.. Studies in the Byzantine Monetary Economy c. 300–1450. Cambridge, Reino Unido: Cambridge University Press, 1985. ISBN 0-521-24715-2.
  • Kazhdan, Alexander Petrovich. The Oxford Dictionary of Byzantium. Nova Iorque e Oxford: Oxford University Press, 1991. ISBN 0-19-504652-8.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hexagrama