Hipnótico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Hipnóticos são fármacos capazes de induzir o sono. Podem ser considerados hipnóticos fármacos como benzodiazepínicos, barbitúricos, além dos próprios medicamentos pertencentes a esta classe.

Principais fármacos[editar | editar código-fonte]

Introdução[editar | editar código-fonte]

Desde a antiguidade, o fenômeno do sono desperta o interesse e a curiosidade dos homens, que através de explicações mitológicas, filosóficas ou religiosas, sempre buscaram compreendê-lo, assim como suas manifestações, principalmente o sonho.

A insônia é um sintoma que se refere à incapacidade de iniciar e de manter o sono, sendo acompanhada de sono de baixa qualidade, interrompido ou de duração reduzida, insuficiente para restaurar o alerta completo.

Classificação[editar | editar código-fonte]

  • De curta duração, transitória ou situacional
    • 3 a 5 dias, secundária a um fator de estresse bem definido e agudo.
  • De média duração
    • Até três semanas, relacionada a perda maior
  • De longa duração ou crônica
    • Além de três semanas, associada a quadros crônicos como depressão, ansiedade, hábitos inadequados de dormir, uso de substâncias como estimulantes, álcool, e drogas cujos efeitos colaterais comprometem o sono.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

  • Etiológico
  • Higiene do sono
  • Hipnóticos

Hipnóticos[editar | editar código-fonte]

Substâncias que determinam graus variados de depressão do SNC. Essa depressão depende de fatores como via de administração, dose da substância e maior ou menor sensibilidade do paciente à droga. Sedação: grau superficial de depressão Hipnose: estado semelhante ao sono fisiológico (com sono REM reduzido) Anestesia geral: perda de consciência, diminuição dos reflexos, perda da sensibilidade à dor, ausência de reação aos estímulos externos, ficando mantidas as funções vitais. Em doses maiores ou em caso de maior sensibilidade ao hipnótico ocorrerá o coma(onde diferentemente da anestesia geral, nem sempre as funções vitais são mantidas) Caso a depressão seja mais profunda, acarretará no comprometimento bulbar com paralisia respiratória, parada cardíaca e morte.

Referências

  • Farmacologia/ Penildon Silva. – 7.ed. – Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, 2006 il.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.