Insei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O sistema Insei (院政?) foi uma forma especifica de governo no Japão durante o período Heian. Consiste num sistema bifurcado, em que um imperador renuncia ao cargo, mas mantem seu o poder mesmo aposentado a partir de um mosteiro, a fim de combater a influência dos regentes do clã Fujiwara, assim como do Bushi.1 Paralelamente, o imperador titular cumpriria o cerimonial e os deveres formais do monarca.

Os imperadores aposentados designavam-se Daijō Tennō ou Jōkō, e quando se estabeleciam numa comunidade monástica, tornavam-se imperadores de clausura (Daijō Hōō (太上法皇?)). Existiram imperadores que abdicaram do poder e imperadores clausurados antes e após o período Heian, contudo o sistema de regras de clausura estava normalmente relacionado com o sistema de governo principiado pelo Imperador Shirakawa, em 1087,2 permanecendo em vigor até a ascensão do shogunato Kamakura em 1192.1

Referências

  1. a b "Insei". Encyclopedia of Japan. (2002). Harvard: Harvard University Press Reference Library. ISBN 9780674017535 Consultado em 01/02/2013. 
  2. Ponsonby-Fane, Richard. (1959). The Imperial House of Japan, pp. 257-258.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o Japão é um esboço relacionado ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.