International Securities Identification Number

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

International Securities Identification Number - ISIN ou norma ISO 6166, foi criada em 2001 identifica internacionalmente os valores mobiliários.

É utilizada para identificar as acções, as obrigações, os warrants e os trackers.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1981, surgiu a ideia duma unificação do mercado europeu.[1]

Em 1989, o "grupo dos 30" recomenda a adopção do código ISIN como padrão internacional para os títulos financeiros.

Em 1990, a Association of National Numbering Agencies (ANNA) é criada tendo como objectivo a manutenção e a implementação desse padrão. A Organização internacional de normalização (ISO) indica a ANNA como a autoridade responsável como a todos: o Internation Central Securities Depository (ICSD).

Em 2003, em França o código SICOVAM é substituído pelo o ISIN. O Organizaçãon ISIN oversses muitos dos ISIN e as emissões ao longo das aplicações do mundo. Hoje, as empresas de serviços de organização de ISIN em todo o mundo no processo de requerimento ISIN.[2]

Composição[editar | editar código-fonte]

composição do codígo ISIN
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
codígo do
país
NSIN chave de
controle


O ISIN é composto de 12 caracteres alfa-numéricos, os dois primeiros servem a identificar o país de cotação do valor, seguindo a norme ISO 3166-1.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Galp Energia: PTGALSAM0003 (40 000 000 acções A, detidas pelo Estado aquando da privatização)
Portugal Telecom: PTPTC0AM0009
ZON Multimédia: PTZON0AM0006

Referências