John Richard Hicks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Richard Hicks Medalha Nobel
Economia
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Nascimento 8 de Abril de 1904
Local Leamington Spa
Morte 20 de Maio de 1989 (85 anos)
Local Blockley
Atividade
Campo(s) Economia
Instituições London School of Economics, Universidade de Manchester, Nuffield College
Alma mater Balliol College
Prêmio(s) Nobel prize medal.svg Nobel de Economia (1972)

John Richard Hicks (Leamington Spa, 8 de Abril de 190420 de Maio de 1989) foi um economista britânico.

Recebeu o Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel de 1972.

John Hicks foi um economista britânico que contribuiu com quatro inovações para a economia.

A primeira foi a introdução da ideia de elasticidade da substituição. Hicks utilizou-a para demonstrar que, contrariamente à alegação marxista, o progresso técnico que leva a uma poupança de mão de obra não reduz necessariamente a percentagem de mão de obra do rendimento nacional.

O segundo contributo importante de Hicks foi a invenção do "modelo IS-LM". Este é uma representação gráfica do argumento apresentado por Keynes na Teoria Geral sobre o modo como uma economia pode estar em equilíbrio abaixo do nível pleno de emprego. Hicks publicou o modelo um ano depois da publicação da obra de Keynes.

O terceiro contributo importante de Hicks foi a obra Value and Capital. Nela demonstrou que a maior parte das ideias e convicções dos economistas sobre a teoria do valor (a teoria sobre o porquê do valor dos bens) pode ser alcançada sem necessidade de recorrermos ao pressuposto de que a utilidade é mensurável. Esta obra de Hicks foi também um dos primeiros trabalhos sobre o equilíbrio geral, isto é, a teoria sobre o modo como os mercados interagem mutuamente e alcançam o equilíbrio.

O quarto contributo de Hicks foi a ideia do teste de compensação. Antes deste teste, os economistas tinham relutância em afirmar que determinado resultado era preferível a outro. E isto porque mesmo uma política que beneficiasse milhões de pessoas podia prejudicar outras. Hicks pergunta: Será que os beneficiados podem compensar os prejudicados na medida total do seu prejuízo, ficando, mesmo assim, em melhor situação económica? Se a resposta for positiva, a política em questão terá passado no "teste de compensação de Hicks".

Autor de várias obras, dentre as quais se destacam Value and Capital (1938), Capital and Growth (1965) e A Theory of Economic History (1969). De um modo geral, Hicks examinou os seguintes assuntos em sua carreira:

  • expectativas, equilíbrio e desequilíbrio
  • preços fixados e a teoria dos mercados
  • dinâmica: mudanças, flutuações e crescimento
  • trabalho, produção e substituição
  • capital e acumulação
  • moedas, finanças e liquidez
  • Keynes e economia keynesiana
  • causalidade econômica: circunstâncias e explicações
  • história econômica

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Simon Kuznets
Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel
1972
com Kenneth Arrow
Sucedido por
Wassily Leontief
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.