Karl Josef von Hefele

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2014)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Karl Josef von Hefele

Karl Josef von Hefele (Unterkochen, 15 de março de 18096 de junho de 1893) foi um teólogo alemão. Ele nasceu em Unterkochen, Württemberg e foi educado na Universidade de Tübingen, onde, em 1839, ele se tornou um professor de história eclesiástica e patrística na faculdade católica romana de teologia.

Entre 1842 e 1845 ele também foi um representante na Assembleia Nacional de Württemberg. Em dezembro de 1869, ele foi entronado bispo de Rotemburgo.

Concílio Vaticano I[editar | editar código-fonte]

As opiniões teológicas de Hefele estavam inclinadas em direção à escola mais liberal na Igreja Católica, mas ele de toda forma recebeu consideráveis sinais favoráveis das autoridades eclesiásticas e se tornou membro da comissão que preparou o Concílio Vaticano I, em 1870. Na véspera deste concílio, ele publicou, em Nápoles, sua Causa Honorii Papae, cujo objetivo era demonstrar a impossibilidade moral e histórica da infalibilidade papal. Por volta da mesma época, ele também publicou uma obra em alemão sobre o mesmo assunto. Ele teve um papel preponderante nas discussões do concílio, se associando com Félix Dupanloup e com Georges Darboy, arcebispo de Paris, em oposição à doutrina da infalibilidade e apoiando seus argumentos com base em seu vasto conhecimento da história eclesiástica. Nas discussões preliminares, ele votou contra a promulgação do dogma. Ele não estava presente na importante sessão de 18 de junho de 1870 e não enviou sua submissão aos decretos até 1871, quando ele explicou, numa carta pastoral, que o dogma "se referia apenas às doutrinas expostas 'ex cathedra' e, portanto, às próprias definições apenas, mas não às suas provas ou explicações".

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

Em 1872, ele tomou parte no congresso convocado pelos ultramontanos em Fulda e, por um prudente uso de uma tática minimizadora, ele manteve a sua diocese livre de qualquer participação no cisma da Velha Igreja Católica. Durante os últimos anos de sua vida, ele não publicou mais nada em defesa de suas ideias e se manteve em retiro.

Obras[editar | editar código-fonte]

Entre suas numerosas obras teológicas estão sua famosa edição sobre os Padres Apostólicos, publicada em 1839, sua Vida do Cardeal Ximenes, publicada em 1844 e sua ainda mais celebrada Conciliengeschichte ("História dos Concílios da Igreja"), em sete volumes, do período entre 1855 e 1874.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Karl Josef Von Hefele (1809-1893) (em inglês) Encyclopædia Britannica (11ª edição). Página visitada em 20/06/2011.