Karl Josef von Hefele

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Karl Josef von Hefele

Karl Josef von Hefele (15 de março de 1809 - 6 de junho de 1893) foi um teólogo alemão. Ele nasceu em Unterkochen in Württemberg e foi educado na Universidade de Tübingen, onde, em 1839, ele se tornou um professor de história eclesiástica e patrística na faculdade católica romana de teologia.

Entre 1842 e 1845 ele também foi um representante na Assembleia Nacional de Württemberg. Em dezembro de 1869, ele foi entronado bispo de Rotemburgo.

Concílio Vaticano I[editar | editar código-fonte]

As opiniões teológicas de Hefele estavam inclinadas em direção à escola mais liberal na Igreja Católica, mas ele de toda forma recebeu consideráveis sinais favoráveis das autoridades eclesiásticas e se tornou membro da comissão que preparou o Concílio Vaticano I, em 1870. Na véspera deste concílio, ele publicou, em Nápoles, sua Causa Honorii Papae, cujo objetivo era demonstrar a impossibilidade moral e histórica da infalibilidade papal. Por volta da mesma época, ele também publicou uma obra em alemão sobre o mesmo assunto. Ele teve um papel preponderante nas discussões do concílio, se associando com Félix Dupanloup e com Georges Darboy, arcebispo de Paris, em oposição à doutrina da infalibilidade e apoiando seus argumentos com base em seu vasto conhecimento da história eclesiástica. Nas discussões preliminares, ele votou contra a promulgação do dogma. Ele não estava presente na importante sessão de 18 de junho de 1870 e não enviou sua submissão aos decretos até 1871, quando ele explicou, numa carta pastoral, que o dogma "se referia apenas às doutrinas expostas 'ex cathedra' e, portanto, às próprias definições apenas, mas não às suas provas ou explicações".

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

Em 1872, ele tomou parte no congresso convocado pelos ultramontanos em Fulda e, por um prudente uso de uma tática minimizadora, ele manteve a sua diocese livre de qualquer participação no cisma da Velha Igreja Católica. Durante os últimos anos de sua vida, ele não publicou mais nada em defesa de suas ideias e se manteve em retiro.

Obras[editar | editar código-fonte]

Entre suas numerosas obras teológicas estão sua famosa edição sobre os Padres Apostólicos, publicada em 1839, sua Vida do Cardeal Ximenes, publicada em 1844 e sua ainda mais celebrada Conciliengeschichte ("História dos Concílios da Igreja"), em sete volumes, do período entre 1855 e 1874.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Karl Josef Von Hefele (1809-1893) (em inglês). Encyclopædia Britannica (11ª edição). Página visitada em 20/06/2011.