Kulak

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Um Kulak ou Culaque (Russo: кула́к, kulak, "punho", literalmente punho-fechado; Ucraniano: курку́ль, kurkul) é um termo pejorativo usado no linguajar político soviético para se referir a camponeses relativamente ricos do Império Russo que possuiam grandes fazendas e faziam uso de trabalho assalariado em suas atividades.

Estes camponeses são resultado da reforma de Stolypin introduzida em 1906 com o intuito de criar um grupo de fazendeiros prósperos que apoiariam o governo do Czar. Posteriormente, na década de 1930, os Kulaks foram alvo das políticas de coletivização do campo realizadas por Stalin, que acreditava serem eles o último bastão do capitalismo no campo.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.