Lágrima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sistema lacrimal.gif

A lágrima ou fluido lacrimal é um líquido composto de água, sais minerais, proteínas e gordura, produzido pelas glândulas lacrimais (do sistema lacrimal) nas pálpebras superiores do olho humano para lubrificar e limpar o olho. É produzido em grande quantidade quando alguém chora. O filme lacrimal, que recobre a córnea e a conjuntiva bulbar, é constituído por três camadas. A mais externa, formada por lípidos originados pela secreção das glândulas de Meibómio, tem como função atrasar a evaporação de água. A seguir a esta temos a camada aquosa, esta contém água, sais minerais, complexos imunológicos, entre outras substâncias e é responsável por parte da oxigenação do epitélio corneal assim como por proporcionar à córnea uma superfície óptica regular e lisa. Por fim, a camada mais interna, em contacto com a superfície corneal, é constituída por glicoproteínas segregadas pelas glândulas caliciformes, permite que a fase aquosa hidrófila se espalhe sobre a córnea hidrofóbica, transformando a córnea numa superfície hidrófila.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

A expressão popular derramar lágrimas de crocodilo, usada para dizer que alguém chora sem razão ou por fingimento, surgiu de um fato que acontece com os crocodilos. Quando o animal come uma presa, ele a engole sem mastigar. Para isso, abre a mandíbula de tal forma que ela comprime a glândula lacrimal, localizada na base da órbita, o que faz com que os répteis lacrimejem.

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • RODRIGUES, Greice. Rio de Lágrimas. São Paulo: Editora Três, ISTOÉ n° 1865, página. 40-41, 13 de julho. 2005.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikcionário Definições no Wikcionário
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons