Língua ndyuka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ndyuka (Aukan)
Falado em: Suriname, Guiana Francesa
Total de falantes: 25-30 mil
Família: Crioulo Inglês
 Atlântica
  Suriname
   Ndyuka
Escrita: Escrita afaka
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: djk
Escrita Ndyuka (Afaka)

Ndyuka (play /nˈkə/), também chamada Aukan, Okanisi, Ndyuka tongo, Aukaans, Businenge Tongo, Crioulo Maroon do Leste, ou Nenge é uma língua crioula do Suriname falada pelos ndyukas. A maioria dos 25 a 30 mil falantes vivem no interior do país, em áreas de floresta tropical. O site de referência Ethnologue lista-a1 sob o nome Ndyuka.

Suas origens estão no inglês, no neerlandês e sua gramática e fonologia tem raízes africanas. É também falada por membros das etnias alaku da Guiana Francesa e paramacana também do Suriname.

Escrita[editar | editar código-fonte]

A ortografia latina para ndyuka usada hoje difere da antiga de base neerlandesa ao substituir u por oe e y por j. Os dígrafos ty e dy são pronunciados de forma aproximada ao inglês ch e j. (Tch e Dj). Os tons presentes na língua quase nunca são marcados graficamente, embora isso fosse necessário, por exemplo, em ("não é").

A escrita afaka desenvolvida em 1908 é usada pelo ndyuka sendo um silabário inspirado nas escritas latina e árabe e em símbolos gráficos africanos.

São 57 símbolos, 5 para as vogais e 52 para combinações das consoantes B, D, Dj, F, G, J, K, L, M, N, Nj, P, S, T, Tj, W com essas vogais.

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]