Línguas benue-congolesas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alguns dos importantes subgrupos das línguas benue-congo estão concentradas na Nigeria, Camarões, e Benin

O grupo lingüístico benue-congolês constitui um vasto ramo pertencente à família linguística das línguas nigero-congolesas, tanto em termo de número de línguas, das quais 938 são conhecidas (sem contar os dialetos), quanto em termo de falantes, chegando talvez a 550 milhões. Ainda dentro da família nígero-congolesa, as línguas benue-congolesas formam um ramo do grupo volta-congolês. Esse grupo foi proposto pela primeira vez por Joseph Greenberg em (1963). Subseqüentes pesquisas têm mostrado um limite entre as línguas benue-congo e outros grupos do ramo volta-congo (ex., Kwa), como sendo bastante vago e impreciso, indicando a diversificação e continuidade dialectal mais do que uma clara divisão.

Os principais subgrupos da família benue-congolesa, em termos de números de falantes, são os seguintes (com o número de línguas pertencentes a cada subgrupos entre parênteses):

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

  • Wolf, Paul Polydoor de (1971) The Noun Class System of Proto-Benue-Congo (Thesis, Leiden University). The Hague/Paris: Mouton.
  • Williamson, Kay (1989) 'Benue-Congo Overview', pp. 248—274 in Bendor-Samuel, John & Rhonda L. Hartell (eds.) The Niger-Congo Languages — A classification and description of Africa's largest language family. Lanham, Maryland: University Press of America.

Wikimedia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]