Lauda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde abril de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

Lauda é um nome genérico dado a uma página de livro[1] , mas também pode referir-se a alguns padrões de paginação (margens, fontes, espaçamentos, etc) ou a uma medida obsoleta e imprecisa usada como quantidade de texto a ser produzido, editado ou traduzido. É um termo mais frequente no Brasil. Atualmente, a produção de textos em computadores e o completo desuso de máquinas de escrever tornou a lauda obsoleta, como medida de quantidade de texto. Usa-se a quantidade de caracteres (incluindo espaços), função automática nos programas editores de texto.

Como medida de quantidade de texto, a lauda pode ter grande variação. Por exemplo, em máquinas de escrever, alguns jornais estipulavam laudas de 20 linhas por 60 caracteres em cada linha, o que resultava em laudas de 1200 caracteres. Mas outros veículos estipulavam 25 linhas de 65 caracteres, o que resultava em 1625 caracteres. Hoje, conforme as medidas sugeridas pelas normas ABNT NBR 14724:2011, uma página de texto pode conter mais de 3000 caracteres. Portanto, "lauda" como medida de caracteres de produção textual não tem precisão.

Para trabalhos acadêmicos, como artigos científicos e trabalhos de conclusão de cursos segundo as normas ABNT NBR 14724:2011, as medidas padrão para a formatação de uma lauda são:

  • Margem superior: 3,0 cm
  • Margem inferior: 2,0 cm
  • Margem direita: 2,0 cm
  • Margem esquerda: 3,0 cm
  • Citações: segundo as normas ABNT NBR 10520:2002, citações com mais de 3 linhas devem ter seu próprio parágrafo com fonte em tamanho menor que o do texto, com 4 cm de recuo em relação à margem esquerda.
  • Espaçamento das linhas: 1½ (50% maior que o tamanho da fonte)
  • Tamanho de letra: sugere-se corpo 12
  • Tipo de letra: sugere-se Times New Roman ou Arial
  • Formato de papel: A4

Já na televisão, as medidas padrões para a formatação de uma lauda são:

  • Margem superior: 2,5 cm
  • Margem inferior: 2,5 cm
  • Margem direita: 3,0 cm
  • Margem esquerda: 3,0 cm
  • Tamanho de letra: 12
  • Tipo de letra: Times New Roman (fonte serifada)
  • Formato de papel: Carta

Para tradução, a configuração da lauda deve ser dependente do tipo de tradução. Na tradução literária, há 30 linhas com até 70 toques (ou caracteres), resultando em 2.100 toques. Na tradução juramentada, utiliza-se como padrão a lauda de 1.000 caracteres sem espaços (conforme o § 2.° da Deliberação Jucesp No. 005, de 10/11/2011)<http://www.jucesp.fazenda.sp.gov.br/downloads/05_2012.pdf‎.]>

A lauda jornalística, em geral, continha um número entre 20 e 25 linhas com 60 a 70 caracteres por linha ou um total entre 1200 a 1750 caracteres por lauda.[2] .

Em função da enorme variação no número total de linhas e caracteres abarcados pelo conceito de lauda, e como atualmente a produção textual é feita em computador, recomenda-se medir a quantidades de caracteres, incluindo-se os espaços, através do recurso apropriado dos editores de texto. Na diagramação, é recomendável o uso da pré-diagramação com um texto falso (copy fit) contendo contadores de caracteres.[3]

Referências

  1. Lauda - dicionário Priberam
  2. Redação - Exercício da Profissão - Sindjorce
  3. Contagem de caracteres na diagramação
  • Maria Francisca Canovas de Moura (2005). Anexos. Página visitada em 13 de dezembro de 2008.
Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.