Liduíno Pitombeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Liduino José Pitombeira de Oliveira ou, como mais conhecido, Liduíno Pitombeira (Russas, Ceará, 1962) é um compositor brasileiro. Ph.D. em Harmonia e Composição, pela Universidade do Estado da Luisiana, nos EUA, onde estudou com Dinos Constantinides.

No Brasil, estudou com Vanda Ribeiro Costa, Tarcísio José de Lima e José Alberto Kaplan.

Suas obras já foram executadas por orquestras como o Quinteto de Sopros da Filarmônica de Berlim[1] e foram premiadas em primeiro lugar no II Concurso Nacional de Composição Camargo Guarnieri com Suite Guarnieri e no Concurso Nacional de Composição “Sinfonia dos 500 Anos” com Uma Lenda Indígena Brasileira.[2]

Como professor, ministra aulas de harmonia, composição dentre outras disciplinas. Tendo uma didática fascinante e moderna onde se destaca principalmente pela sua flexibilidade e empatia com seus humanos. Destaca-se, pelo seu amplo conhecimento em áreas distintas e pela facilidade que tem com a interdisciplinaridade. Também contam, em sua biografia, apresentações com a OSESP - Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra Sinfônica do Recife, Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho, do Grupo Syntagma (Brasil), e da orquestra Filarmônica de Poznan (Polônia).

Pitombeira atualmente é professor do Departamento de Música da Universidade Federal de Campina Grande.[3] Tem especial interesse na relação subjacente entre música e matemática, tendo escrito artigos a respeito.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Retrato de Uma Cidade, para soprano e piano (2006), texto de Carlos Drummond de Andrade
  • Uma Lenda Indígena Brasileira, para Orquestra Sinfônica (2000)
  • Brazilian Landscapes ns. 1-9 (2003-2008)
  • Urban Birds (2000), apresentada em 2004 com texto de J. V. Holanda
  • Seresta No.15, para violoncelo, piano, soprano e percussão (2007)
  • Sonata para violoncelo e piano No.1 (CD Seresta): Musik aus Südamerika, do violoncelista suiço Martin Merker.

Links externos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Summer Music / Berlin Philharmonic Wind Quintet. Página visitada em 16 de maio de 2013.
  2. A música erudita e os novos criadores Jornal do Commercio (26-04-2000). Página visitada em 16 de maio de 2013.
  3. Liduino Pitombeira UFCG - Universidade Federal de Campina Grande, Unidade Acadêmica de Arte & Mídia. Página visitada em 16 de maio de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.