Long Range Desert Group

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Insígnia do
Long Range Desert Group

O Long Range Desert Group (LRDG, Grupo de Longo Alcance do Deserto) foi uma unidade do Exército Britânico durante a Segunda Guerra Mundial para acções no Norte de África. Ficaram conhecidos como os Escorpiões do Deserto.

História[editar | editar código-fonte]

A unidade foi criada no Egipto na sequência da declaração de guerra italiana, em Junho de 1940, pelo major Ralph Alger Bagnold coadjuvado pelos capitães Patrick Clayton e William Shaw, agindo de acordo com as instruções do general Archibald Wavell. Treinados e especializados em recolha de informação, e reconhecimento mecanizado, nos vastos desertos de África. Com o final da Guerra a unidade foi extinta.

Durante a Campanha do Deserto, de 1940 a 1943 o LRDG, que operava centenas de quilómetros atrás das linhas inimigas a recolher informações, também realizava ataques, e sabotagens nas linhas de comunicações e abastecimento das Forças do Eixo. Uma sub-unidade, denominada "Patrols", realizou inclusivamente uma operação de uma escala (maior (a Operation Caravan) na qual atacou a cidade de Barce na Líbia e o seu aeroporto na noite de 13 de Setembro de 1942.

O marechal Erwin Rommel reportadamente disse sobre o LRDG: "O LRDG causou-nos mais estragos que qualquer outra unidade daquele tamanho".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outras unidades miliares relacioandas[editar | editar código-fonte]

A LRDG nas artes[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.