Louvre Abu Dhabi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maqueta da ilha de Saadiyat.

O Louvre Abu Dhabi é um museu presentemente em fase de construção em Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes Unidos. Inicialmente a inauguração estava prevista para 2012-2013, mas atrasos têm levado a prever a data de 2015. Será um dos componentes de um gigantesco bairro cultural que se está a erguer na ilha de Saadiyat, junto a outros três museus e a um centro de entretenimento.

Em 7 de março de 2007, o Museu do Louvre em Paris anunciou que associaria o seu nome ao deste novo museu, como parte de um acordo de trinta anos entre a cidade de Abu Dhabi e o governo francês.[1] O museu, desenhado pelo arquiteto francês Jean Nouvel, terá uma área total de 24 000 m² e o custo da construção está estimado entre 83[2] e 108 milhões de euros.

Está previsto que o espaço exiba obras de arte de todo o mundo, focando principalmente as pontes entre a arte ocidental e a arte oriental; no entanto, é um projeto que tem originado grade controvérsia no mundo da arte, dado que têm surgido muitas objeções relativamente à legitimidade dos motivos financeiros do Louvre que originaram o acordo.

Aquisições[editar | editar código-fonte]

Le Bohémien, obra de Édouard Manet, datada de 1861-1862, adquirida pelo museu.

Desde o início de 2009, o Louvre Abu Dhabi começou a adquirir obras par a sua coleção permanente. A coleção conta hoje com 40 obras da Antiguidade até ao século XX[3] .

  • Fíbula de Domagnano - século V
  • Giovanni Bellini, La Vierge à l'Enfant, c. 1480 - 1485
  • Veneza, Bassin d'aiguière, c. 1500, esmalte pintado em cobre
  • Escultura, Baviera ou Áustria, Cristo mostrando as feridas, c.1515, madeira policromada
Banquet des noces de Cupidon et Psyché, de Jean Decourt, esmalte sobre cobre (exemplar do Walters Art Museum).


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Louvre Abu Dhabi

Referências

  1. Ministério da Cultura da França (6 de março de 2007). Accord entre le Gouvernement de la République française et le Gouvernement des Emirats Arabes Unis (em francês). Página visitada em 26 de fevereiro de 2010.
  2. Der Spiegel (3 de julho de 2007). Art in the Desert. Página visitada em 8 de setembro de 2008.
  3. Le rêve culturel d'Abou Dabi devient réalité - Béatrice de Rochebouët - Le Figaro - 27-11-2009 - p. 28