Luísa Carlota de Mecklemburgo-Schwerin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luísa Carlota
Duquesa de Saxe-Gota-Altemburgo
Duquesa de Mecklemburgo-Schwerin
Governo
Consorte Augusto de Saxe-Gota-Altemburgo
Vida
Nascimento 19 de Novembro de 1779
Schwerin, Alemanha
Morte 4 de Janeiro de 1801 (21 anos)
Gota, Alemanha
Filhos Luísa de Saxe-Gota-Altemburgo
Pai Frederico Francisco I de Mecklemburgo-Schwerin
Mãe Luísa de Saxe-Gota-Altemburgo

Luísa Carlota de Mecklemburgo-Schwerin (19 de Novembro de 1779 - 4 de Janeiro de 1801) foi a avó materna do príncipe-consorte Alberto do Reino Unido, marido da rainha Vitória do Reino Unido.

Luísa Carlota nasceu como duquesa de Mecklemburgo-Schwerin, sendo filha do grão-duque Frederico Francisco I. A sua mãe era a princesa Luísa de Saxe-Gota-Altemburgo e a sua irmã era esposa do rei Cristiano VIII da Dinamarca.

Família[editar | editar código-fonte]

Luísa era a segunda filha do grão-duque Frederico Francisco I de Mecklemburgo-Schwerin e da sua esposa, a princesa Luísa de Saxe-Gota-Altemburgo. Os seus avós paternos eram o duque Luís de Mecklemburgo-Schwerin e a princesa Carlota Sofia de Saxe-Coburgo-Saalfeld. Os seus avós maternos eram o príncipe João Augusto de Saxe-Gota-Altemburgo e a condessa Luísa Reuss de Schleiz. O seu irmão mais velho, o grão-duque hereditário Frederico Luís de Mecklemburgo-Schwerin era pai da duquesa Helena de Mecklemburgo-Schwerin, mãe de Luís Filipe, conde de Paris. A sua irmã mais nova, Carolina Frederica de Mecklemburgo-Schwerin casou-se com o rei Cristiano VIII da Dinamarca e mãe do rei Frederico VII da Dinamarca.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

No dia 1 de Novembro de 1795, Luísa Carlota ficou noiva do rei Gustavo IV Adolfo da Suécia. O noivado tinha sido arranjado por Gustaf Adolf Reuterholm, regente de facto da Suécia, que desejava manter a sua posição após a maioridade do rei tendo a rainha em dívida para com ele pela sua posição. O rei estava entusiasmado a principio e o noivado foi muito celebrado em ambas as cortes, chegando-se mesmo a criar uma oração com o nome de Luísa Carlota na Suécia. Contudo, a imperatriz Catarina II da Rússia queria ver a sua neta, a grã-duquesa Alexandra Pavlovna, rainha da Suécia e mostrou desagrado por este noivado. Após a posição da czarina ser conhecida, muitos começaram a dizer ao rei que Luísa, que ele nunca tinha visto, não era bonita. Quando o rei foi declarado maior de idade em 1797, rompeu o noivado. O pai de Luísa exigiu uma recompensa, um assunto que ficou resolvido quando a cidade sueca de Wismar, na Alemanha, passou a pertencer a Mecklemburgo-Schwerin pelo tratado de Malmö.

Em 1797, Luísa casou-se com o príncipe-herdeiro Augusto de Saxe-Gota-Altemburgo que vinha da família da sua mãe. Os dois tinham um antepassado em comum, o duque Frederico II de Saxe-Gota-Altemburgo. O casamento foi arranjado contra a sua vontade e acabou por ser infeliz: o seu marido abusava dela e Luísa quis deixá-lo, mas foi forçada a ficar pela sua família.[2] Luísa foi descrita como sendo muito loira, pouco atraente e um pouco corcunda, mas também como sagaz, talentosa e inteligente.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

Luísa Carlota morreu quatro anos depois do seu casamento, durante um parto, aos vinte e dois anos de idade, antes de Augusto assumir o trono de Saxe-Gota-Altemburgo. Os dois tiveram apenas uma filha, a princesa Luísa de Saxe-Gota-Altemburgo, que se viria a casar com o duque Ernesto I de Saxe-Coburgo-Gota e era mãe do príncipe Alberto de Saxe-Coburgo-Gota.

Escudo da família Mecklemburgo-Schwerin

Referências

  1. C. Arnold McNaughton, The Book of Kings: A Royal Genealogy, in 3 volumes (London, U.K.: Garnstone Press, 1973), volume 1, pág. 251
  2. Cecilia af Klercker (1936) (in Swedish). Hedvig Elisabeth Charlottas dagbok VII 1800-1806 (The diaries of Hedvig Elizabeth Charlotte VIII 1800-1806). P.A. Norstedt & Söners förlag Stockholm. p. 63. ISBN 362103.
  3. Cecilia af Klercker (1936) (in Swedish). Hedvig Elisabeth Charlottas dagbok VII 1800-1806 (The diaries of Hedvig Elizabeth Charlotte VIII 1800-1806). P.A. Norstedt & Söners förlag Stockholm. p. 63. ISBN 362103.