Mary Toft

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Toft em uma gravura baseada em uma pintura de John Leguerre (1726)

Mary Toft (c. 1701–1763) foi uma cidadã britânica de Godalming, Surrey que em 1726 tornou-se alvo de uma controvérsia considerável quando logrou médicos a acreditarem que ela havia dado a luz a coelhos.[1]

Toft ficou grávida em 1726 mas sofreu um aborto, após ter ficado supostamente impressionada ao avistar um coelho. Quando ela afirmou ter dado a luz a diversos membros deste animal, um cirurgião local, John Howard, foi chamado para investigar. Ele presenciou as partes animais saindo do útero da mulher, notificando imediatamente outros médicos proeminentes. Isto chamou a atenção de Nathaniel St. André, cirurgião da corte de Jorge I. St. André chegou à conclusão de que o caso de Toft era genuíno, mas o rei enviou outro cirurgião, Cyriacus Ahlers, que examinou a paciente e permaneceu cético a seu respeito. Já então bastante conhecida, Toft foi levada à Londres e examinada detalhadamente. Sob intensa vigilância e pressionada por não ter concebido mais coelhos, ela confessou a farsa, sendo subsequentemente aprisionada sob a acusação de fraude.[2]

A zombaria da população desacreditou os médicos em geral e arruinou as carreiras de vários cirurgiões proeminentes. O caso foi satirizado em diversas ocasiões, inclusive pelo satirista e crítico social William Hogarth, cujas críticas eram frequentemente direcionadas à credulidade da profissão médica.[3] As acusações contra Toft foram eventualmente retiradas e, libertada, ela retornou para casa.[4]

Referências

  1. Todd, Dennis (1995), Imagining monsters: miscreations of the self in eighteenth-century England (Illustrated ed.), University of Chicago Press, ISBN 0-226-80555-7
  2. Seligman, S. A. (1961) (PDF), Mary Toft — The Rabbit Breeder
  3. Paulson, Ronald (1993), Hogarth: Art and Politics 1750–1764 (Illustrated ed.), James Clarke & Co., ISBN 0-7188-2875-5
  4. Cody, Lisa Forman (2005), Birthing the nation: sex, science, and the conception of eighteenth-century Britons (Illustrated, reprint ed.), Oxford University Press, ISBN 0-19-926864-9


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.