Maurice Duruflé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maurice Duruflé, c.1962

Maurice Duruflé (11 de Janeiro de 1902 - 16 de Junho de 1986) foi um compositor, pedagogo e organista francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Duruflé nasceu em Louviers, Haute-Normandie, França. Em 1912 ela tornou-se corista no Coral da Catedral de Rouen, onde ele estudou piano e órgão com Jules Haelling. Aos dezessete anos ele mudou-se para Paris, para ter aulas particulares de órgão com Charles Tournemire. Em 1920 Duruflé ingressou no Conservatório de Paris, ganhando alguns prêmios por suas interpretaões, harmonia, piano e composição.

Em 1927, ele foi nomeado assistente de Louis Vierne em Notre-Dame. Duruflé tornou-se organista titular do St. Étienne-du-Mont em Paris em 1929, uma posição que ocupou por toda sua vida. Em 1939, ele executou a estréia mundial do Concerto para Órgão de Francis Poulenc. Em 1943 ele tornou-se professor de harmonia no Conservatório de Paris, onde ele trabalhou até 1970. E 1947, Duruflé escreveu a sua peça mais famosa: Requiem op.9, para solistas, coral, órgão e orquestra. Em 1953 ele casou-se com Marie-Madeleine (após seu casamento com Lucette Bousquet ter terminado em 1947). O casal tornou-se a dupla de organistas mais famosos de todos os tempos.

Composições[editar | editar código-fonte]

Órgão[editar | editar código-fonte]

  • Scherzo op. 2 (1926)
  • Prélude, Adagio et Choral varié sur le theme du 'Veni Creator' op. 4 (1930)
  • Suite op. 5 (1932):
    • Prélude
    • Sicilienne
    • Toccata
  • Prélude et Fugue sur le nom d'Alain op. 7 (1942)
  • Prélude sur l'Introït de l'Epiphanie op. 13 (1961)
  • Fugue sur ClocheCathedraleSoissons.ogg le carillon des heures (help·info) de la Cathédrale de Soissons op. 12 (1962)
  • Méditation op. posth. (1964)
  • Lecture à vue (unpublished)
  • Fugue (unpublished)
  • Lux aeterna (unpublished)

Piano[editar | editar código-fonte]

  • Triptyque op. 1: Fantaisie sur des thèmes grégoriens (1927/1943, unpublished)
  • Trois Danses op. 6 (1932, piano version by the composer):
    • Divertissement
    • Danse lente
    • Tambourin

Piano para Quatro Mãos[editar | editar código-fonte]

  • Trois Danses op. 6 (1932, transcribed by the composer):
         o Divertissement
         o Danse lente
         o Tambourin

Trabalhos Orquestraiss[editar | editar código-fonte]

  • Trois Danses op. 6 (1932):
    • Divertissement
    • Danse lente
    • Tambourin
  • Andante et Scherzo op. 8 (1940)

Coral[editar | editar código-fonte]

  • Requiem op. 9 for soloists, choir, orchestra, and organ (1947)
    • Version with Orchestra (1947)
    • Version with Organ (1948)
    • Version with small Orchestra (1961)
  • Quatre Motets sur des Thèmes Grégoriens op. 10 for choir a capella (1960):
    • Ubi caritas et amor
    • Tota pulchra es
    • Tu es Petrus
    • Tantum ergo
  • Messe Cum Jubilo op. 11 for baritone solo, male choir, and orchestra (1966):
    • Version with Organ (1967)
    • Version with Orchestra (1970)
    • Version with small Orchestra (1972)
  • Notre Père op. 14 for unison male choir and organ (1977)
    • Version for 4-part mixed choir a capella (1978)

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Darasse, Xavier. "Maurice Duruflé", in Guide de la musique d’orgue, edited by Gilles Cantagrel. Paris: Fayard, 1991: 335-337.
  • James E. Frazier, Maurice Durufle: The Man & His Music (The Boydell Press 2007)
  • Ronald Ebrecht, ed. Maurice Duruflé (1902-1986): The Last Impressionist. Lanham, MD: Scarecrow Press, 2002. ISBN 081084351X.
  • Jörg Abbing. "Maurice Duruflé. Aspeckte zu Leben und Werk." Verlag Peter Ewers, 2002. ISBN 3-928243-07-1.
  • Frédéric Blanc. "Maurice Duruflé. Souvenirs et autres écrits." Éditions Séguier-Atlantica, 2005. ISBN 2-84049-411-6.


Links[editar | editar código-fonte]