Menisco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Meniscos entre os ossos tíbia e fêmur.
Corte transversal da tíbia, mostrando suas estruturas.

Na anatomia, os meniscos são cartilagens presentes na articulação fêmurotibial (joelho), entre os côndilos do fêmur e da tíbia. Os meniscos têm a função de diminuir o impacto e promover a adaptação (melhorar o encaixe) entre as faces articulares do fêmur e da tíbia.[1]

São dois meniscos, um medial e outro lateral, ambos localizados acima da tíbia. Têm o formato de meia lua, com uma divisão em corno anterior, corpo e corno posterior. Como cartilagem, apresentam poucos vasos sangüíneos, o que dificulta sua capacidade de regeneração, caso sofram alguma lesão. Uma vez lesionados, dificilmente se recuperam espontaneamente.

A artroscopia é um procedimento que permite visão direta do menisco, sendo usada tanto para procedimentos diagnósticos como de tratamento das lesões meniscais. Um destes tratamentos consiste na meniscectomia, que é a remoção cirúrgica de parte do menisco.

Referências

  1. WebCite query result. www.webcitation.org. Página visitada em 16 de maio de 2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.