Articulação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O ombro possui cinco importantes articulações. Por exemplo: a cavidade glenóide da escápula com a cabeça do úmero forma uma articulação do tipo enartrose/esferoide.

As articulações são conexões naturais existentes entre dois ou mais ossos, nos vertebrados, ou entre os artículos dos apêndices dos invertebrados.

Nos vertebrados superiores, as articulações móveis estão revestidas de cartilagem e incluem bolsas de fluido lubrificante. Podem ser sinoviais, fibrosas ou cartilagíneas.

A coluna vertebral é um exemplo de articulação semi-móvel.

O crânio é um exemplo de articulação imóvel.

O joelho é um exemplo de articulação móvel.

Classificações[editar | editar código-fonte]

Diartroses: 1-Triaxial ou anertrose; 2-Condilar ou elipsóide; 3-Selar; 4-Gínglimo; 5-Gínglimo atípica ou dobradiça.

Fibrosas ou sinartrose[editar | editar código-fonte]

Articulação fibrosa ou sinartrose (do latim sin sem, artrose movimento) é aquela que apresenta tecido fibroso interposto entre os ossos, podendo ser[1] :

  • Sutura - com pequena quantidade de tecido fibroso, como as que existem entre os ossos do crânio.De acordo com a as superfícies de contato são subdivididas em:
    • Plana
    • Escamosa
    • Serreada
  • Gonfoses – articulações fibrosas que ocorrem entre cavidades e saliências (ex. dentes e maxila, dentes e mandíbula)
  • Sindesmoses – articulações fibrosas ligadas por fibras colágenas ou lâminas de tecido fibroso - membrana interóssea (ex.rádio e ulna; tíbia e fíbula)

Cartilaginosas ou anfiatroses[editar | editar código-fonte]

São as que apresentam cartilagem entre os ossos[1] :

Sinoviais ou diartroses[editar | editar código-fonte]

Classificação de acordo com os eixos de movimento, e exemplos[1] :

  • Não-axial: movimento de deslizamento.
  • Uniaxial (1 eixo, 2 movimentos):
    • Trocleartroses, gínglimo ou articulação em dobradiça (permite extensão e flexão): falanges, cotovelo.
    • Trocoide ou pivô (permite movimento de rotação, onde um osso desliza sobre outro fixo):articulações rádio-ulnar e atlanto-axial.
    • Artródia ou plana (deslizamento para Josean frente e para trás): articulações dos ossos carpais e tarsais, articulação da mandíbula.
  • Biaxial (2 eixos, 4 movimentos):
    • Condilar ou elipsoide (extremidade côncava em contato com outra convexa, limitando o movimento): articulações atlanto-occiptal e entre o punho e o carpo.
    • Selar ou encaixe recíproco (relacionamento de extremidades de igual curvatura, permitindo a circundação): articulação carpo-metacarpal do polegar.
  • Triaxial, esferoide ou enartrose (3 eixos, 6 movimentos): articulação do quadril.
  • Poliaxial (triaxial com maior mobilidade): articulação do ombro.

Tipos de diartroses[editar | editar código-fonte]

Entre as falanges dos dedos, as articulações são trocleares, ou seja, similar a uma dobradiça. Já entre o metacarpo e a primeira falange é do tipo condilar, permitindo mais diversidade de movimentos.

Discordantes – apresentam algo na articulação para que os ossos concordem[editar | editar código-fonte]

Terminologia associada[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]