Esterno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esterno
Vista anterior do esterno
Pectoral girdle front diagram pt.svg

Superfície anterior do esterno
Articulações Clavículas, costelas
Recursos externos
Gray's subject #27 119
MeSH A02.835.232.904.766
Dorlands/Elsevier s_23/12758288

O esterno é um osso chato, localizado na parte anterior do tórax. Ele é composto por três partes: o manúbrio, o corpo e a apófise xifóide, ou o processo xifóide.

No homem o esterno serve para sustentação das costelas e da clavícula, formando a caixa torácica onde ficam protegidos os pulmões, coração e os grandes vasos (aorta, veia cava, artérias e veias pulmonares). As sete primeiras costelas, também chamadas de costelas verdadeiras, se unem ao esterno pelas cartilagens costais. As três seguintes, conhecidas como costelas falsas, se juntam pelas cartilagens para depois se unirem ao esterno. As duas últimas costelas, chamadas de flutuantes, não se unem ao esterno. As costelas na parte posterior do tórax se prendem às vértebras torácicas. O esterno, bem como toda a caixa torácica e a musculatura, tem papel fundamental no processo respiratório, através dos movimentos de inspiração e expiração.

O esterno tem superiormente as incisuras claviculares, onde se articula com as clavículas, e a incisura jugular, e nas bordas laterais incisuras costais, onde estão fixadas as cartilagens costais. É formado superiormente pelo manúbrio, ao centro tem-se o corpo do esterno e inferiormente o processo xifóide, onde se liga o diafragma, dentre outros músculos importantes.


1 - Esterno de avestruz


Ver também[editar | editar código-fonte]