Vértebra lombar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vértebra lombar
Gray93.png
Uma vértebra lombar típica
Illu vertebral column.jpg
Coluna vertebral.
Gray's assunto #23 104

As vértebras lombares são os maiores segmentos da porção móvel da coluna vertebral. No ser humano, encontram-se cinco vértebras lombares, nomeadas de L1 até L5, compondo, assim, a região lombar. Estão localizadas após a região torácica e antes do sacro.

Composição[editar | editar código-fonte]

A vértebra lombar é composta pelo corpo, na qual é a maior parte da vértebra, voltada pra frente, com porção superior e inferior; o processo espinhoso, situado na parte posterior da vértebra, disposto de forma horizontal; os processos transversos, que são dois prolongamentos laterais, direito e esquerdo, que se projetam transversalmente de cada lado do ponto de união do pedículo com a lâmina; os processos articulares, nas quais são em número de quatro, dois superiores e dois inferiores, sendo saliências que se destinam à articulação das vértebras entre si; os pedículos, que são partes mais estreitadas, que ligam o processo transverso ao corpo vertebral; o forame vertebral, situado posteriormente ao corpo e limitado lateral e posteriormente pelo arco ósseo; as faces articulares superior e inferior.

Características regionais[editar | editar código-fonte]

Permitem diferenciar as vértebras pertencentes a cada região. A vértebra lombar apresenta um processo espinhoso não bifurcado, disposto em posição horizontal, com corpo maior quando comparada a vértebra cervical e a vértebra torácica, um processo transverso bem desenvolvido, chamado de processo acessório, e não possui forame no processo transverso e nem a fóvea costal.

Estenose lombar[editar | editar código-fonte]

Estenose lombar é o estreitamento do canal vertebral na região lombar. O canal vertebral contém a medula espinhal desde a porção cervical até a porção lombar alta. A porção média e a inferior do canal lombar contém as raízes nervosas da chamada cauda eqüina. O canal estreito pode comprimir estas raízes e determinar sinais e sintomas neurológicos.Os sintomas da estenose lombar podem aparecer gradualmente ou desenvolver rapidamente. Embora seja parte do processo de envelhecimento normal, muitas vezes essa estenose provoca sintomas de compressão dos nervos, dor, diminuição de força nos membros inferiores e superiores, diminuição da sensibilidade, dificuldade de controlar os esfíncteres da bexiga e do anus e até mesmo impotência sexual .

Referências[editar | editar código-fonte]

  • ANATOMIA ORIENTADA PARA A CLÍNICA, Keith L. Moore. 6ª edição, 2012. Editora Guanabara Koogan>