Tecido cartilaginoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O tecido cartilaginoso, ou simplesmente cartilagem, é uma forma de tecido conjuntivo mais rígido que possui uma cicatrização lenta por ser avascular, é branco ou acinzentado, aderente às superfícies articulares dos ossos. Também é encontrado em outros locais como na orelha, na ponta do nariz. É formado por condrócitos e condroblastos (condrócitos jovens) , revestido pelo pericôndrio ( a cartilagem fibrosa não possui pericôndrio). O tecido serve para revestir, proteger, dar forma e sustentação a algumas partes do corpo, mas com menor rigidez que os ossos e também serve para prevenir o atrito entre os ossos. No tecido cartilaginoso não existem vasos sanguíneos, nervos e vasos linfaticos.

A partir de sua principal constituição nos peixes cartilaginosos, este grupo recebe a denominação de Chondrichthyes ( condros = cartilagem).

Cartilagem de crescimento, ou disco epifisial, é uma cartilagem presente na epífise dos ossos longos jovens, modulando seu crescimento.

Ao contrário dos outros tecidos conjuntivos, a cartilagem não possui vasos sanguíneos ou nervos, com exceção do pericôndrio (peri = ao redor; condros = cartilagem), a túnica de tecido conjuntivo denso não-modelado que reveste a superfície da cartilagem.

Tecido conjuntivo anexo[editar | editar código-fonte]

Por não apresentar vasos sanguíneos, o tecido cartilaginoso precisa de um [Tecido Conjuntivo Anexal] para receber por meio de difusão tudo o que precisa. No caso é o "Pericôndrio", tecido conjuntivo que envolve a cartilagem, que auxilia na obtenção de nutrientes trazidos pelo sangue a penetrar na matriz até chegar nas células.

Composição[editar | editar código-fonte]

O tecido conjuntivo cartilaginoso é composto por células, fibras proteicas, substância intercelular e condrina (substância mucopolissacarídea com consistência de borracha).

Células[editar | editar código-fonte]

Os condrócitos são células mais velhas e usadas, circulares ovaladas que já secretaram matriz extracelular e que por isso ficaram envolvidas por matriz extracelular, têm pouco reticulo endoplasmático e complexo de golgi, e já são células que trabalham mais lentamente, daí a pouca presença de organelas e proteínas, além de não receberem vasos e nervos o que dificulta ainda mais a velocidade do metabolismo celular interno e externo. Condroblastos são células jovens e que ainda não foram envolvidas pela matriz extra celular, apresentam complexo de Golgi e reticulo endoplasmático rugoso bastante desenvolvidos, tendo assim um importante papel na secreção de colágeno tipo II. São as células comumente encontradas na cartilagem.

Fibras protéicas[editar | editar código-fonte]

Colágeno em grande quantidade e poucas fibras elásticas. Na cartilagem hialina, colágeno tipo II corresponde a 30% de seu peso seco

Matriz[editar | editar código-fonte]

O principal constituinte da matriz extracelular são os proteoglicanos que são glicoconjugados compostos por um esqueleto protéico e um glicosaminoglicano. O tipos mais comum de proteoglicano é o agrecam e os glicosaminoglicanos presentes são: condroitim sulfato e queratam sulfato.

Locais onde se encontram os tipos de cartilagem[editar | editar código-fonte]

Figura: 1- Médula espinhal, 2- raiz dorsal, 3- gânglio da raiz dorsal, 4- raiz ventral, 5- nervo espinhal, 6 e 7- disco invertebrado, 6- Anulus fibrosus, 7- Nucleus pulposus, 8- Corpus vertebrae