Mexilhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaMexilhão
Miesmuscheln Mytilus 1.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Bivalvia
Ordem: Mytiloida
Família: Mytilidae
Género: Mytilus
Espécie
  • Mytilus edulis
  • Mytilus galloprovincialis

O mexilhão (Mytilus edulis ou Mytilus galloprovincialis) é um molusco bivalve da ordem Mytiloida, consumido como fonte de alimento.

Os mexilhões são animais sésseis que vivem nas zonas intertidais, fixos pelo bisso às rochas costeiras. A sua concha é negra azulada, sem ornamentação a não ser as linhas de crescimento. A sua charneira é disodonte. Entre os predadores naturais do mexilhão encontra-se a estrela-do-mar.

São usados com frequência como indicador de poluição marinha, devido à sua habilidade de filtração aquática como forma de obter nutrientes.

Tal como a ostra, o mexilhão tem a capacidade de produzir pérolas, algumas delas com grande valor no mercado.

Espécies[editar | editar código-fonte]

O Mytilus edulis existe na costa atlântica da Europa, enquanto que o Mytilus galloprovincialis existe na região mediterrânica e na costa atlântica portuguesa. A espécie atlântica é mais alongada, enquanto que a mediterrânica tem o umbo recurvado para baixo[1] . No Atlântico sul, nas Américas e em África existe o mexilhão castanho denominado Perna perna.

Culinária[editar | editar código-fonte]

Os mexilhões fazem parte da dieta dos países europeus onde se encontram naturalmente. Em Portugal, a forma mais típica como os pescadores a consumiam era assada sobre brasas, sobre uma telha.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Gibson, Chris. Pocket Nature: Seashore. Londres, 2008: Dorling Kindersley.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Mexilhão