Minbar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Minbar e mihrab na mesquita an-Nasir Muhammad no Cairo.

Minbar é um termo que designa um púlpito presente numa mesquita, a partir do qual o imã profere o sermão (khutba) da sexta-feira.

Situa-se à direita do mihrab, podendo ser feito em madeira, mármore ou alvernaria. É composto por uma escadaria que leva a um estrado descoberto ou encimado por um baldaquino com tecto cónico ou com uma pequena cúpula.

O número de degraus do minbar pode variar. Em alguns casos encontram-se cinco, um simbolizando Muhammad e os outros quatro os quatro primeiros califas.

Geralmente o imã, com a cabeça e os ombros cobertos com um tecido branco, fica nos últimos degraus, já que se considera que só o profeta Muhammad (Maomé) teria a dignidade de poder se posicionar na parte mais alta. O minbar pode ser tapado com um tecido (qatifa). Nas mesquitas de grandes dimensões pode existir mais do que um minbar, enquanto que nas mais pequenas pode nem sequer existir um.

O minbar surgiu pela primeira vez no tempo de Muhammad. Em 629 o profeta teria recorrido pela primeira vez a um estrado com três degraus de madeira para realizar a sua pregação à comunidade muçulmana. Este minbar teria sido feito por um carpinteiro grego ou abissínio que utilizou madeira de tamarisco. Após a sua morte os califas recorreram a estruturas semelhantes, até que por volta de 750 o califa omíada Muawiya ordenou que todas as mesquitas do Egipto tivessem um minbar. A partir de então este elemento difundiu-se pelo mundo islâmico, servindo para se divulgarem notícias ou para o soberano fazer discursos políticos. Era partir dele que se lançavam maldições sobre os inimigos do soberano.

O minbar mais antigo em madeira ainda existente é o da Grande Mesquita de Cairuão, com dezassete degraus e decoração do tempo dos Omíadas. O primeiro minbar da mesquita de Damasco (uma igreja convertida em mesquita) era feito de madeira; após ter sido consumido num incêndio, optou-se por substitui-lo por um minbar em mármore.

Nas mesquitas otomanas o minbar apresenta a forma de uma plataforma sem cúpula, sendo alguns dos mais importantes feitos em mármore. Na Índia, recorreu-se sobretudo à pedra.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • PETERSON, Andrew - Dictionary of Islamic Architecture. Routledge, 1994. ISBN 0-415-06084-2.